quarta-feira, 29 de abril de 2015

Óleo 20W-50 em moto que usa 10W-30?

Respondendo urgentemente à leitora NaneNunes, que está comprando uma moto e uma briga com a honda por minha causa (hehehe):

Jeff, estou comprando minha primeira moto, uma Fan 150, e antes dela chegar descobri seu blog, estou adorando e queria te parabenizar pelo ótimo serviço informativo e divertido. 

Ontem fui à Concessionária resolver a papelada e indaguei sobre o óleo, fui levada ao mecânico chefe e perguntei se na revisão da concessionária eu poderia levar um óleo de maior viscosidade.

Fui informada grosseiramente (porque o mecânico deixou claro que o fato de eu ser mulher impede categoricamente que eu entenda qualquer coisa relacionada à mecânica) que um óleo de viscosidade maior vai prejudicar o motor (você acredita???)

Argumentei que o clima da nossa cidade é quente (Belém, Pará, média de temperatura de 30 graus) e que o óleo 10W-30 da Honda não é o ideal e fui informada que na Honda eles não aceitam a utilização de qualquer óleo que não seja o Honda e que se eu quiser trocar é por minha conta e risco e que nem no momento de trocar, mesmo eu levando o óleo, eles não colocarão, você acredita?

Enfim, queria ter conhecido seu blog antes, talvez a ideia de que só existe Honda tivesse mudado, pena que agora terei que trocar o óleo em casa mesmo :) 

Olá, Nane, obrigado por ler o blog!

E não pense que a grosseria ocorre apenas por você ser mulher não, isso é regra geral e não só na honda... eu cansei de discutir com mecânico que diz que não pode colocar mais do que a quantidade recomendada no manual, apesar de o manual dizer que é obrigatório adicionar óleo até atingir o nível máximo da vareta depois de colocar a quantidade indicada. 

Sugiro que você não compre briga com a concessionária por causa do óleo, senão é capaz de te invalidarem a garantia da moto e aí, se um dia tua moto der um problema de queimar a buzina, vão dizer que foi por causa do óleo que você está usando.

Nenhuma concessionária pode deixar de seguir as diretrizes do fabricante, então com eles você não conseguirá argumentar mesmo.

O que me deixa indignado é que eles não respeitam o método de troca de óleo determinado pelo fabricante, que exige a complementação, e o fabricante não faz nada a respeito.  

Para enfrentar esse período da garantia com o óleo 10W-30 (um ano passa rápido), não descuide do nível correto, sabendo que ele tende a ser consumido e abaixar muito, mas muito mais rápido do que o óleo mineral 20W-50.

Você não conseguirá comprovar o nível do óleo sintético da mesma forma que é fácil com o óleo mineral porque ele desce muito rápido para o cárter, então faça o procedimento de medição exatamente como está no manual e tenha o cuidado de manter o nível de óleo sempre junto da marca de nível máximo da vareta medidora. 

Um tiquinho a mais, tipo 200 mililitros, não prejudica o motor — o que não pode é passar disso, que aí realmente pode danificar o motor por excesso de óleo. 

Depois que passar o período da garantia, você poderá optar por continuar usando um óleo sintético para motos, mas de viscosidade adequada (20W-50).

PS: Ou optar por um mineral 20W-50, depois de lavar o cárter para evitar a formação de borra. (Pensei e esqueci de escrever...)

Você encontra uma explicação sobre o procedimento de lavagem do cárter com o óleo novo na seguinte postagem: http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2014/12/misturei-oleo-mineral-com-sintetico-e.html

Agora você precisa tomar cuidado com uma coisa:

A honda sabe que os motores estão pipocando e implantaram aquela promoção de garantia por 3 anos com 7 trocas de óleo gratuitas. Não sei se foi por tempo limitado.

Não tenho como afirmar, mas é muito possível que nessas trocas gratuitas eles estejam tomando cuidado especial com o nível, e nesse caso, é capaz de sua moto já vir abastecida com esse tiquinho a mais para garantir que não ocorram problemas durante o período de garantia.

Então antes de você colocar por conta própria um tiquinho a mais, verifique aonde o óleo está sendo indicado na vareta, sempre a frio pela manhã e com a moto sobre solo nivelado em todas as direções, apoiada no cavalete central.

Se já estiver acima do nível máximo, não coloque mais óleo. Se estiver abaixo, complete. O próprio manual recomenda fazer isso. E se estiver exatamente no nível máximo, avalie se será necessário colocar esse tiquinho a mais. 

O que não pode é rodar com óleo baixo por muito tempo (vacilei com o nível de óleo da Jezebel esta manhã e quase travei o motor da pobrezinha, estava preparando uma postagem sobre isso quando passei o seu assunto na frente)

Mantendo seu motor nessas condições, você poderá passar pelo período de garantia sem brigar com a concessionária e sem preocupação de perder o "benefício". 

Tudo de bom,

Jeff

52 comentários:

  1. Obrigado pelas dicas Jeff, a minha moto é a tal da promoção de 3 anos mais 7 trocas de óleo. Depois que a cabeça esfriou cheguei à mesma conclusão, vou esperar acabar a garantia pra só então mudar, até lá é cruzar os dedos e manter a verificação do óleo em dia. Valeu :)

    ResponderExcluir
  2. Boa dia.
    Acabei de comprar um cb1000r e notei que o motor esta quase sempre a 103° já que ando bastante no centro da cidade.
    Não seria melhor mudar para o 20w 50?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Emerson
      Essa não é uma temperatura de funcionamento anormal para um motor.
      No entanto, a CB 1000 é uma das motos cujo motor usava 20W-50 num dia e amanheceu usando 10W-30 no outro. A honda sempre recomendou 20W-50 ou 10W-40 em função da temperatura na região de pilotagem, e no Brasil sempre usou 20W-50, até que de repente despencaram a viscosidade para abaixo dos limites que eles mesmos haviam determinado e que sempre funcionaram bem.
      Caso faça a mudança, opte por um semissintético 20W-50 que permitirá uso por um intervalo maior, mas não deixe de verificar o consumo, efetuar a reposição e, caso opte por um intervalo de trocas longo, não deixe de avaliar se o óleo continua com as qualidades originais.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Oi tenho uma Titan 150 ex 2012 quando a comprei o antigo dono usava óleo mineral​ daí li o manual e lá recomendado 10:30 coloquei mas com o tempo o câmbio ficou duro

      Excluir
    3. Olá, Luis!
      Não caia no conto do óleo 10W-30. Ele só é bom para o motor durar menos do que poderia. Venho denunciando isso aqui no blog há tempos, tem várias postagens falando sobre isso nos links da postagem.

      Na mesma época que a honda dizia no Brasil que o motor só podia usar 10W-30, motos similares eram vendidas na Austrália com a recomendação de usar 15W-40... veja a postagem:

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2017/04/e-dona-honda-complicou-para-o-seu-lado.html

      Um verdadeiro escândalo.

      Um abraço,

      Jeff

      Excluir
    4. Câmbio duro é sintoma de nível de óleo muito baixo. O 10W-30 desaparece do cárter muito mais rápido que o 20W-50, literalmente evapora mais fácil, e exige reposição do óleo consumido muito mais frequente.

      Por todos os critérios, esse óleo só é bom para a honda.

      Até mais,
      Jeff

      Excluir
  3. Olá tudo bem, eu comprei uma moto 150 2015 tava com 8000 km, e estou colocando o óleo semi sintético 10w30 que pede no manual, mas descobri que o ex dono dela usava o mineral 20w50 e agora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Recomendo trocar o óleo imediatamente pelo tipo que você pretende adotar definitivamente para evitar uma reação química entre dois tipos não compatíveis. Se você está disposto a arcar com o custo do semissintético, pode passar a usar o semi 20W-50 sem necessidade de lavar o cárter porque a carga atual já terá lavado o motor. Se pretender retornar para o mineral, terá de lavar o cárter com uma carga de óleo mineral rodada pelo máximo de 100 km.
      Antes de decidir, pense no seguinte:
      O proprietário anterior mudou pelo 20W-50 porque notou melhoras? Como você sentiu a moto antes de fazer a primeira troca? O comportamento da moto mudou com o semissintético menos viscoso?
      Você deve ter notado um ganho de desempenho, mas e os ruídos de funcionamento aumentaram ou diminuíram? A mudança de marchas continuou fácil ou o câmbio ficou mais duro?
      Sou partidário do ditado "em time que está ganhando não se mexe."
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  4. Eai meu amigo posso usar oleo mineral 20w50 na cb300 2011?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe, mas o que eu tinha que falar sobre esse assunto já falei aqui no blog. Há várias postagens sobre o assunto e não posso ficar respondendo a todo mundo que tem preguiça de ler a postagem e me faz essa pergunta. Sugiro continuar pesquisando e tomar sua decisão você mesmo.
      Se não entender, peça para alguém te explicar.
      Um abraço, Jaja
      Jeff

      Excluir
    2. Ta bem mas nao sou pteguiçoso.tu me respeita bagual. Li os comentarios e c perguntei de novo e porgue tu nao sabe nada ou nao q c comprometer. To vendo q e so papo furado teu.

      Excluir
    3. Nossa que otário mano, nem ia responder mas não me segurei.
      Willian, Jeff fez um post ENORME falando da CB 300 e outras semelhantes... Se procurasse voce acharia, mas vou adiantar aqui pra voce...

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2014/08/macetes-das-honda-cb-300-xre-300.html

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu respeito quem dá o nome para falar. Quem não dá está se escondendo e não merece meu respeito.
      As CB 300 foram lançadas usando óleo 20W-50. Passaram a usar óleo 10W-30 somente depois de 2011.
      As CB 300 deram problema porque o cabeçote estava no limite da resistência mecânica e as concessionárias entregaram as motos para os clientes com apenas 1,5 litro de óleo sem completar até o nível máximo conforme preconizado pelo manual do proprietário e manual de serviço.
      Em todas as revisões as concessionárias entregaram as motos para os clientes com apenas 1,5 litro de óleo sem completar até o nível máximo conforme preconizado pelo manual do proprietário e manual de serviço.
      Os proprietários que pararam de levar em concessionária continuaram colocando apenas 1,5 litro de óleo sem completar até o nível máximo da vareta porque acreditaram na quantidade e não nas informações por extenso do manual.
      O que antes dava uma taxa de defeitos aceitável na CB 250 aumentou muito por conta da fragilidade do cabeçote exposto a uma temperatura acima da prevista em projeto por deficiência de arrefecimento por baixo nível de óleo.
      E o problema explodiu de vez com a adoção do óleo mágico 10W-30 com intervalo de troca absurdo.
      Os proprietários confiaram que não precisariam se preocupar em completar o nível, coisa que muitos nem estavam acostumados a fazer com as Titan e Twister, e deu no que deu.
      Mas não acredite em nada disso. "É só trova". Continue colocando 10W-30, apenas 1,5 litro, e espere o resultado.
      E aí veremos quem é o cavalo xucro.
      Um abraço,
      Jefferson

      Excluir
    2. A propósito, você é preguiçoso sim porque está claramente escrito no texto desta postagem. Quem estiver com a moto na garantia recomendo ficar de olho no nível e quem não estiver mais que faça o que achar melhor. Você nem sequer conferiu o nível de óleo de sua moto. Além de preguiçoso, é mal educado.
      Sem abraço,
      Jefferson

      Excluir
    3. Ué, Willian Rsantos...
      Fala as coisas e depois apaga o comentário?
      Não adianta apagar esse outro que eu já fiz um print. Quem sabe o que diz sustenta o que fala.
      Passar bem,
      Jefferson

      Excluir
    4. Tche loko nao sou homem de me esconder meu nome e esse mesmo e te digo ate onde moro bage rs bairro malafaia rua 17 de julho 2240 e mais poderia ter poupado esse comentario infeliz dizendo q "alguns tem pregiça"mas agora ficou claro para mim muito obrigado. E apaguei porque a mesma coisa q postei eu respondi e vamo dexa de mimimi e c tu a acha q to me escondendo vem pessoalmente ver a moto.

      Excluir
    5. Ficou claro para você? Não parece.
      Quer saber? Se as dicas daqui do blog não servem para você, ignore-as e seja feliz com sua moto. Tenho minha consciência tranquila sobre o que digo e o que faço. Nunca trinquei cabeçote e nunca fundi motor.
      Você vai poder dizer a mesma coisa daqui a um ano?
      Não é problema meu.
      Seja feliz com sua moto.
      Lembranças ao povo de Bagé,
      Jeff

      Excluir
  6. A minha moto é uma fazer 250 14/15. Ontem troquei o óleo dela por um da mobil 10w30 e eu acho q estava o da yamalube, vai ter algum problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Analuiza!
      Você só terá problemas. Não é por ser mobil, é por ser de uma viscosidade inadequada para proteger o motor da sua moto. Seu motor não foi fabricado para rodar com óleo tão fino. Os motores honda só começaram a dar problemas sérios depois que eles adotaram esse óleo que não recomendavam até a véspera do acordo comercial para vender óleo 10W-30. O óleo originalmente especificado para sua moto dá conta do trabalho muito bem. Apenas a quilometragem recomendada é absurdamente alta, você precisa fazer a troca na metade da quilometragem para evitar acumular muita sujeira dentro do motor. Quem te vendeu esse óleo não tem consciência do mal que fez. Por ser mais fino, ele irá desaparecer do cárter muito mais rápido e você estará correndo o risco de fundir e até travar o motor em uma rodovia.
      Além disso, misturar restos de óleo mineral (o Yamalube) com óleo semissintético pode resultar em uma reação química de incompatibilidade que o fará se deteriorar e perder as qualidades lubrificantes em pouco tempo.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Jeff tirei minha moto agora pode se dizer q está 0km eles me recomendaram o óleo deles e eu não quero por ser muito fino e aqui onde moro o clima é quente,quero adotar o mobil preto 20w 50 SAE O que Vc me indica fico com eles até o fim da garantia como Vc mesmo indicou pr moça no começo da página? Se Vc quizer me responder no zap aqui está 99 98842-9409 abraços

      Excluir
    3. Olá, Tiago.
      Não tenho zap. O que vale para ela vale para você também, a decisão sobe sua moto tem de ser sua.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  7. Minha moto é uma start 150 2015 2016 e uso o óleo 10w30 Mobil mais troco de 1000km ja pra evitá algum problema mais esta saindo um pouco caro para mim, quero passa a uso o 20w50 mineral como é o procedimento de troca. Na troca de óleo já posso colocar o 20w50? Ou tem algum procedimennto até essa limpeza de Carter que n sei bem como é Me ajude pfv!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Harryson!
      Para trocar o óleo pelo tipo que você pretende adotar definitivamente, lave o cárter com o óleo novo para evitar uma reação química entre dois tipos não compatíveis. Se você estiver disposto a arcar com o custo do semissintético, pode passar a usar o semi 20W-50 sem necessidade de lavar o cárter porque a carga atual já terá lavado o motor. Se pretender retornar para o mineral, terá de lavar o cárter com uma carga de óleo mineral rodada pelo máximo de 100 km. Não há nenhum procedimento prévio. Esvaziar o cárter, abastecer com o novo tipo de óleo e rodar no máximo 100 km é a tal da lavagem do cárter. Apenas eliminar o óleo com restos do antigo antes que ele tenha tempo de se degradar quimicamente, caso haja essa incompatibilidade.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  8. Olá Jeff adimiro muito seu Blog!
    Ja dei várias lidas em suas postagens sobre a mudança do nada da Honda do 20w50 para 10w30,e até ja entendi seu recado,mas por favor eu gostaria de uma resposta direta pra mim,para tirar minhas próprias dúvidas por isso resolvi comentar,por favor analisa meu caso e me diz o que fazer Obrigado!
    Moro no Nordeste e comprei uma fam 160 está com 350 km rodados,onde ja vi vários videos do pessoal reclamando dessa moto a partir dos 2500/4000 km rodados,principalmente Barulho enorme no motor,Trocas de marchas ruins e até de parar funcionar!
    Tenho um amigo do lado da minha casa que tem uma da mesma a uns 10 meses(15000km rodados)desde a primeira troca ja optou pelo mobil preto 20w50 ja que passou-se os 1000km sem ele perceber e perdeu a garantia da CC,e ele me falou que não teve dor de cabeça alguma até agora com essa mudança(porem achei melhor me informar melhor), só que o mecânico que faz as trocas da moto dele insisti em dizer que não é o adequado por ser um óleo muito grosso e antigo para as nova linha CG160,e o mecânico é tio dele por isso até descartei a possibilidade dele falar isso apenas para a moto ter problemas futuros e assim ja ter um cliente garantido com problemas no motor.
    Daí eu quero mudar desse 10w30 da Honda por não acreditar que ele sirva pra esse clima do Brasil como você bem disse,aí mudança deve ser para esse mobil 20w50 ou algo menos radical como 10w40 ou 10w50 também da mobil?e para o clima daqui qual o mais eficiente,o Sintético,semisintetico ou mineral?
    Agradeço desde já,um abraço!
    #Allam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, A1994 Santos!
      O mecânico que é tio do seu vizinho está apenas repetindo a informação que as concessionárias divulgaram, que o novo motor não pode usar óleo 20W-50.
      No entanto, seu vizinho está usando e até agora não teve problema algum... isso é significativo, né?
      Se fosse realmente um problema, o motor dele teria fundido sem rodar sequer 5 mil km.
      O motivo que eles dão para não poder usar óleo "mais grosso" é que os dutos que saem da bomba são mais finos. OK, são mais finos quanto? Diminuiu de 5 mm para 2 mm?
      No que isso muda para as moléculas de óleo?
      Seja qual for o diâmetro dos dutos de óleo, ele terá de penetrar nas folgas micrométricas (centésimos e milésimos de milímetros) entre os mancais e superfícies de atrito. Essas folgas sempre tiveram essa dimensão e o óleo 20W-50 nunca falhou em chegar até lá, então o que uma mudança de 5 para 2 mm mudaria para o óleo?
      Motores de alto desempenho como da bmw SR 1000 usam óleo 50 (no caso 10W-50, mas o 10W só é representativo em temperaturas abaixo de zero).
      Por que motivo um óleo que atende um motor de bmw esportiva não atenderia o motor de uma pacata moto CG da honda?
      O único motivo de a honda e demais fabricantes como a toyota, ford, fiat (nos motores de carros) terem adotado óleo "mais fino" é atender às metas irreais de aumento de potência e redução de emissões. Mesmo motivo que levou a vw, e hoje parece que descobriram, a renault e a fiat-chrysler) a trapacearem nos testes de emissões. Metas irreais obrigando os engenheiros a sacrificar parâmetros sagrados dos motores para mostrarem trabalho e não perderem seus salários... e os consumidores pagando o pato.
      A informação de ser um "óleo antigo" se baseia na vivência do tio do seu vizinho. Ele está pensando no antigo mobil preto que era de classificação API SG, esse realmente era muito ruim. Mas o mobil atualmente possui classificação SL, o que significa que ele é bem melhor (SL é melhor que SG, SH, SJ — API SI não existe). E existem outros óleos que você pode usar, como o Lubrax SL, Havoline SL (que é o Yamalube SL), Motul 3000 SG (que apesar de SG, dá um banho nos demais se for fabricado na refinaria francesa, porque o da refinaria espanhola não se destaca de um óleo comum).
      Você também pode optar para uma solução menos radical como um 10W-40 antes de testar o 20W-50, verá que o motor se dará muito bem com esses óleos não recomendados. Óleos sintéticos e semissintéticos são superiores em resistência a alta temperatura dentro do motor e à oxidação, o que permite rodar quilometragens maiores sem perder as qualidades lubrificantes. No entanto, rodar mais tempo significa manter por mais tempo a sujeira produzida pelo funcionamento do motor circulando junto com o óleo. Nenhum filtro tem eficácia absoluta, ele sempre deixa passar as partículas menores que os buracos da malha de filtragem. E essas partículas atuam como uma lixa nos mancais, é por isso que altas quilometragens de troca não são recomendáveis. Mas os fabricantes insistem nisso com a desculpa da "ecologia". Não falam que o óleo descartado é reciclado e acaba voltando diluído em óleo novo para nossos motores... também não falam que prolongar o uso do óleo faz um mal danado para a vida do motor.
      Para o seu clima, uma viscosidade maior certamente é a mais adequada. Para a eficiência de lubrificação, sintéticos e semissintéticos apresentam alguma vantagem em relação ao mineral, mas a troca não pode ser adiada por muito tempo, então uma vantagem descompensa a outra por causa do custo.
      Sabe qual o maior segredo para a longa vida útil do motor?
      Mantenha o nível de óleo sempre acima da faixa de medição da vareta / visor medindo do jeito certo.
      Confira o nível de óleo na manhã seguinte que tirou a moto da revisão da concessionária fazendo exatamente o procedimento do manual e complete se for necessário. Entregar as motos para os clientes já com o óleo no mínimo acaba com o motor logo no início da vida dele. Não espere o óleo atingir a marca de nível mínimo para repor. (continua)

      Excluir
    2. (continuação)

      Inspecione o nível todos os dias, no mínimo uma vez por semana e sempre antes e depois de uma viagem longa (300 km). Rodando sempre com uma boa quantidade de óleo, o motor trabalha feliz e dura mais.
      Caso vá trocar de um tipo de óleo para outro (semissintético para mineral ou vice-versa), lave o cárter colocando o óleo novo e rodando no máximo cem quilômetros, daí troque novamente por óleo novo para rodar a quilometragem normal. Faça isso sempre que mudar de um tipo de óleo para outro para não ter problemas de degradação química. Por isso é recomendável ser sempre fiel a uma marca e tipo de óleo.
      Um abraço, e felicidades com sua nova moto,
      Jeff

      Excluir
  9. Cara seu blog ta de parabéns...
    Estava com várias dúvidas mais já tirei todas só de ler seus comentários.
    Abraço e mais uma vez parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Guilherme!
      Fico feliz em saber!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  10. Jeff a pergunta não tem a ver com o post mais se der para responder eu agradeço.
    Comprei minha primeira moto uma Bros esdd e queria saber como faço para verificar o fluido de freio.
    Desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Guilherme!
      O nível do fluido deve estar entre os limites do visor. Para inspecionar o fluido, é necessário desparafusar a tampa com cuidado para não deixar entrar sujeira.
      Note que um nível de fluido baixo não significa necessariamente que há vazamento nem que ele precisa ser completado.
      Pastilhas de freio desgastadas fazem o nível abaixar naturalmente, e se não houver vazamento, o nível retornará ao normal quando pastilhas novas forem instaladas.
      Repor o nível de óleo sem necessidade apenas porque as pastilhas estão gastas poderá causar problema, o reservatório poderá até estourar porque não haverá espaço para o fluido acima do nível máximo recomendado.
      Se a moto for de segunda mão e tiver mais de dois anos de uso, vale a pena mandar inspecionar o desgaste das pastilhas e já trocar o fluido por novo.
      Felicidades com a nova moto,
      Jeff

      Excluir
  11. Oi boa noite sou leigo do assunto tenho uma titan 2013 150 não sei qual óleo devo usar me ajude por favor e vcs falam da limpeza do Carter como fazer obrigado pela atencao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Você encontra uma explicação sobre isso nesta postagem:
      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2014/12/misturei-oleo-mineral-com-sintetico-e.html
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  12. Ólá Possuo uma Fan 160 2017 e Estou Com uma Duvida, Minha Moto Original é Recomendando o uso do Óleo 10w-30, Porem Quando Troquei o Óleo sem Ser na Autorizada o Mecânico Me Indicou o Óleo 20w-50, notei várias melhorias, como engate de marchas ficou mais suave, a moto parou de esquentar em temperaturas absurdas, e ficou mais silenciosa, mais não pude deixar de notar que logo após a troca do óleo a moto fumaçou durante 2-3 minutos e parou de fumaçar, já e minha 3º troca de oléo e em todas as vezes acontece isto, gostaria de saber se é normal ou se devo voltar pro oléo 10w-30, moro em recife o clima daqui é muito quente, este óleo 10w-30 por ser muito fino não danificaria o motor, já que gera muito calor ? Obrigado !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Aimir
      Você notou fumaça na saída do escapamento ou perto do bocal de abastecimento de óleo? Isso coorre somente a pós a troca de óleo ou todas as manhãs?
      Óleo derramado sobre o escapamento no momento da colocação de óleo gera fumaça, nada com que se preocupar. Fumaça na saída do escapamento todas as manhãs seria sintoma de retentores das guias de válvula no cabeçote desgastados. Mas sua moto é muito nova para apresentar desgaste, a menos que a alta temperatura e o uso do óleo 10W-30 já tenham feito seu trabalho no pobrezinho do motor.
      O novo óleo é semissintético 20W-50 ou mineral> Se é mineral, o mecânico tomou o cuidado de lavar o óleo anterior antes de passar a usar o novo óleo?
      Não é recomendável misturar tipos diferentes, eles podem reagir entre si e causar deterioração do óleo novo.
      Recife é uma das cidades mais quentes do Brasil e onde um óleo 10W-30 é mais inadequado ainda.
      Um abraço, e felicidades com sua moto,
      Jeff

      Excluir
    2. Bom Dia Jeff, Notei que a Fumaça Saia do Escapamento Uma Fumaça azul, mais só dava pra notar quando se olhava longe, Pois mesmo acelerando e perto da boca do escape não se nota nada saindo, mais como mesmo disse depois de 3 minutos para e não volta mais a sair essa fumaça, só sai quando ocorre a troca do óleo depois não oncorre mais, e a Respeito do Óleo ele é Semissintético, igual a o 10w-30 que usava anteriormente, como costumo ver seu blog e aprendir muita coisa sobre óleo, passei a usar o 20w-50 pois andei pesquisando e o que me fez trocar foi os sintomas que minha moto vinha apresentando, com esse óleo muito fino, será que essa fumaça que só ocorre quando troco o óleo e que só dura 3 minutos é normal pois ocorreu a troca e óleo ainda deve está assentando no motor ? ou é algum problema ? (depois dos 3 minutos de pouca fumaça, quando desligo e ligo a moto novamente ela não fumaça mais, e isso nao ocorre mais até a proxima troca do óleo)

      Excluir
    3. Olá, Almir! (Estou estreando os óculos novos, me desculpe pelo Aimir da outra resposta...)
      É difícil avaliar à distância. Você mantém a moto em marcha lenta durante o aquecimento ou fica acelerando? O certo é deixar que ela se aqueça em marcha lenta.
      Como você está sentindo o desempenho da moto?
      Motores sofrendo reclamam, fazem barulho e não dão bom desempenho. Motores bem lubrificados rodam felizes, silenciosos e redondos.
      Eu só me preocuparia com essa fumaça se notasse alguma alteração para pior do comportamento do motor.
      O que talvez esteja acontecendo é que o óleo mais viscoso não escorre instantaneamente para o cárter, e um pouco fica nas guias de válvula e acaba se infiltrando lentamente na câmara de combustão. É queimado na primeira partida. Pela descrição do sintoma, é o que eu posso imaginar.
      Mas isso deveria acontecer em todas as partidas, e não apenas na primeira após a troca de óleo...
      Boa sorte com sua máquina!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  13. Olá Jeff , eu sempre misturei diversas marcas e viscosidades de óleos,minerais e semisinteticos , mais não sabia que isso não podia o que me indica agora tenho que limpar meu carter ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, leitor!
      Lavar o cárter é uma precaução recomendada. Se você nunca teve problemas, é menos preocupante. A formação de goma por incompatibilidade química entre os óleos é algo que tem consequência rápida.
      Ou os tipos que você misturou não eram incompatíveis, ou se você faz a troca a cada 1000 km, pode não ter dado tempo para a formação.
      Uma terceira possibilidade que me ocorre agora é que esse alerta repetido por mecânicos pode ser mais um erro de interpretação da parte deles:

      Como começaram a ocorrer muitos problemas depois da adoção dos óleos sintéticos vendidos como ótimos (e realmente os sintéticos puros são muito bons, os semissintéticos não passam de minerais misturados com 20 a 30% de sintético), os mecânicos chegaram a conclusão de que, se havia problema, só podia ser por causa dessa mistura.

      Nem passou pela cabeça deles que o problema estava na adoção pelas montadoras de uma viscosidade inadequada para nosso clima e criaram essa teoria que eu ajudei a propagar.

      Falo isso porque esta semana descobri uma coisa sobre essa história toda de óleo que vai fazer um barulho danado. Irá ao ar na sexta a noite, aí você verá como a coisa funciona e avaliará até que ponto a gente pode acreditar nas informações que a gente recebe.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  14. Olá Jeff,com quantos km podemos rodar com óleo 20w-50,coloco lubrax mineral? ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Leitor!
      Troco o mineral de mil em mil km na moto esfriada a ar e trocava de 1500 em 1500 na minha moto esfriada a água.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  15. Olá jeff, tenho uma Honda start 160 2016/2017, com 4.000 km rodados e desde o primeiro momento uso o óleo 10w30, como recomendado pela fabricante, só que troco todo mês e tá saindo bem caro pra mim, qual óleo você me recomendaria para que eu não tenha nenhum problema com o motor da minha moto e que seja num valor mais em conta, porque pelos comentários que li o 10w30 futuramente só vai ser prejudicial a minha moto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, leitor
      Somente vi sua postagem hoje.
      Não há vantagem significativa de custo entre um e outro.

      O custo de usar o óleo mineral ou o semissintético não é muito diferente já que o mais barato também precisa ser trocado em um intervalo menor.

      No final, as contas praticamente empatam.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  16. Olá jeff eu comprei uma fan cg 160 esdi 2017 e coloco o 10w30, ela ta com 1468 km ja fiz a 1° revisão, ela fica com as marchas duras e vou para o neutro demora aparecer a luz indicadora, a honda recomenda sempre usar o 10w30, eu perguntei o mecânico da honda sobre o barulho do comando de válvulas q ela faz, e todas as fans e titans 160 fazem q ele falou, ele fala que essa nova fan tem uma folga nos balacins, ela esta com o barulho de comando de válvulas, será que é por causa do óleo 10w30 ou devo trocar o óleo, obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jociel
      O que penso sobre o assunto está dito na postagem, ficaria chato repetir tudo de novo.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  17. Boa noite, tenho uma falcon 400i 2012 2013, ela é 10 30 semi sintético, mas notei que abaixa o oleo e esquenta muito a moto, se eu colocar um yamalube 20 50 mineral, corro o risco de algum problema? Vou colocar 1,8 e trocar o filtro, depois de 100km troco denovo por yamalube moral certo o procesimento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Juniior!

      Que eu saiba, a Falcon sempre usou óleo 20W-50, apenas no relançamento em 2012/2013 que passou a usar o tal 10W-30, portanto não há problema em voltar a usar o óleo que sempre foi bom para ela, tomando os cuidados que você citou.

      Apenas tome cuidado com a quantidade, siga exatamente o procedimento recomendado para a troca.

      Motos com radiador de óleo e cárter seco demoram mais a escoar o óleo, precisam de uma troca mais demorada.

      Simplesmente adicionar toda a capacidade de óleo sem ter escoado todo o óleo do motor pode causar um nível excessivamente alto, o que nunca é recomendado.

      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  18. Alô Jeff gostaria de saber o seguinte tem uma CB 300 uso o óleo 10w 30 semi sintético a pergunta é. É preciso lavar o Carter para trocar o óleo 10w 30 semi sintético para o óleo 10w 40 sintético agradeço a sua opinião um forte abraço Braz Braz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Braz Braz!

      Sempre é recomendado não misturar tipos e marcas de óleo diferentes. Óleos sintéticos e semissintéticos têm uma carga maior de aditivos, portanto maiores chances de incompatibilidade química.
      Você sabe que o óleo original da CB300 quando ela foi lançada era o 20W-50, né?
      Hoje existe o 15W-50 semissintético, que é a mesma coisa, já que a viscosidade W só tem importância quando neva.
      Boa sorte,
      Jeff

      Excluir
  19. Jeff ja procurei os posts,nos comentarios mas pf me diga diretamente.Qual MELHOR ÓLEO PARA CB300R 2015.E DE QUANTO EM QUANTO TEMPO FAZER O ASSENTAMENTO DE VÁLVULAS DELA.Ela é minha primeira moto.Amo ela demais.N quero estragar nada dela,por isso estou te encomodando agr rsrs.Mas muito obrigado.Espero retorno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cristiano!

      Não tenho uma CBR 300, se eu tivesse teria essa informação sobre o intervalo de troca de pastilhas de cabeça. Dê uma pesquisada na internet, certamente você encontrará alguém falando sobre isso. Não consta no manual do proprietário?

      Sobre marca de óleo, não existe um melhor óleo, existem bons óleos, é questão de gosto. Gosto de várias marcas que já comentei acima. Se você sempre cuidar do nível e do intervalo de troca, não existe óleo que faça mal para o motor.

      Mas se você é descuidado com isso, o melhor óleo será o que evaporar menos no seu cárter, e certamente não será o 10W-30.


      Sobre viscosidade ideal, as informações estão em diversos locais no blog, a honda recomendava o 20W-50 quando lançou a CB 300 e para mim é a melhor viscosidade.

      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  20. Boa noite então eu comprei uma 160 Titan fiz a troca de óleo dela com mil km que é a primeira revisão e agora ela tá com 3.500 km rodados quando eu devo trocar o óleo dela?acompanho sempre o nível de óleo dela e esta normal ,a Honda pede cm 6 mil km mais n estou confiando nisso não
    Vlw abraço!!!

    ResponderExcluir