domingo, 24 de novembro de 2013

Alerta aos proprietários de kawasaki [atualizado]

Minha moto kawasaki fica fraca quando esquenta...

Vocês devem ter notado que a kawasaki foi a grande ausente da denúncia quanto ao nível de óleo, e isso ocorreu por dois motivos:

Eu comecei a pesquisa com motos 125/150, e demorei a encontrar um proprietário de uma Ninja 250 — ninjas são difíceis de ver (ainda mais por esse preço).


Ninja 300 2014 0 km com ABS por 5.800 doletas (12.600 reais). 
Mas só se a Luiza trouxer do Canadá.
Um dia ainda faço um comparativo de preços lá e cá.
Argentina e Chile também.

Mas agora consegui falar com um proprietário e ter acesso ao manual de proprietário, e ele fez o teste e comprovou que o macete do óleo denunciado aqui não acontece, a quantidade indicada é suficiente para atingir o nível recomendado.

Menos mau para a kawa

Atualização: 

Ao que parece, a denúncia é válida também para a kawasaki — dê uma olhada como fica o nível após a troca nesta moto do vídeo que encontrei agora em 2015:



Assista o vídeo abaixo e verifique na sua moto se ela volta da revisão com o nível mínimo de óleo quando medido do jeito certo — ligando e desligando o motor como você vê no vídeo (a medição sempre é feita depois de ligar e desligar o motor, leia no seu manual do proprietário):


Então aquele proprietário talvez esteja enganado, ou isso ocorra apenas na Ninjinha... você precisará verificar na sua moto. 

Mais uma:

O proprietário de uma ER-6n também encontrou falta de óleo, leia ao final desta postagem.

Conferindo o manual da kawasaki Ninja 250, constatei que ele não tem a armadilha de dizer uma coisa aqui e outra lá na frente.

No entanto... nada é perfeito.

O manual recomenda genericamente o uso do óleo 10W-40.

Não caia nessa!

Não é porque está escrito um número mágico que você está liberado de ler e interpretar o restante das informações!

O manual também diz que podem ser usadas outras viscosidades de acordo com a necessidade de temperatura de cada país ou região.



Ele até mesmo publica uma tabela de viscosidades aceitáveis em função do clima, e até quem não é um técnico interpreta e conclui que um óleo 20W-50 é o mais apropriado para rodar na Terra dos Papagaios.

Menos RS e SC nas manhãs de inverno — depois do meio-dia, tudo bem ;)

O texto é claro ao dizer que a opção é sua, e aí é que está a pegadinha.

Temos a propensão natural de recear mudar as coisas por conta própria, temendo que essa mudança possa ser prejudicial ao motor.

Nos agarramos à ilusão de que permanecer usando a viscosidade recomendada não trará prejuízo ao motor, apesar de o texto dizer claramente que essa mudança DEVE ser feita pelo proprietário.

Portanto, aqui no Brasil, se o fabricante recomenda 10W-40, o cliente continuará a usar 10W-40, apesar da clareza da recomendação para a adaptação do uso de um óleo adequado à temperatura do local de utilização.

Ao deixar essa adequação da viscosidade em função da temperatura local para o usuário, o fabricante mais uma vez está jogando a responsabilidade pela durabilidade do motor da moto nas costas do proprietário.

Bom para eles, ruim para você. 

Com a viscosidade inadequada, seu motor vai esquentar mais do que o normal e se desgastar muito mais rápido. Superaquecido, o sintoma é o motor "ficar fraco".

Finalmente, o período de troca recomendado é de 3 mil km, que eu particularmente considero muito longo, ainda mais para uma moto rodando com óleo de viscosidade abaixo da ideal para nossas temperaturas.

Com a viscosidade adequada do óleo 20W-50 isso talvez não fosse excessivo, já que a moto é arrefecida a líquido — mas isso teria que ser testado para se ter certeza.

Proprietários de Ninja, ao perceber motor barulhento, tendência de superaquecimento, dificuldade de passar marchas e encontrar o neutro (sintomas de lubrificação deficiente por óleo de viscosidade inadequada — “muito fino”), mudem para um bom óleo mineral 20W-50 que tudo isso deve desaparecer.


Sim, o manual do proprietário permite isso. 

Motor bem lubrificado é motor silencioso. Sempre mantenha o nível de óleo no máximo do visor/vareta, essa recomendação está no seu manual do proprietário:



E se alguém na concessionária disser o mantra que o motor kawasaki é barulhento assim mesmo e que usar um óleo 20W-50 anulará a garantia, bote um advogado em cima deles que é causa ganha, estão tentando te fazer de trouxa.

Está tudo registrado por escrito no documento com validade legal que eles te deram, chamado Manual do Proprietário.

  • Caso opte por mudar de mineral para sintético, ou vice-versa, não se esqueça de lavar o cárter para evitar a formação de borra capaz de fundir o motor devido à reação química entre tipos de óleo diferentes — mais informações na postagem Qual o melhor óleo, mineral ou sintético?


Atualização:

O leitor Deivisson Nobre, dono de uma kawasaki, fez um comentário importante na postagem A quem interessa uma informação incompleta:

Igual um grupo que participo de proprietários da ER-6n e alguns defendem que se deve colocar apenas a quantidade de óleo que fala no manual, 1,9 litro.

Mas quando eu falo que coloco 2 litros e depois verifico o nível de óleo como manda o manual e sempre dá no mínimo ou abaixo e eu completo com mais óleo em torno de 200 a 300 ml, ficam falando que eu vou estragar o motor, que vai vazar óleo pelas juntas, que a moto esconde o óleo e não pode colocar mais de 1,9 litro... 

Minha moto tem 42 mil km, eu mesmo troco o óleo dela e até hoje não estragou nada...

Então faça o teste e comprove você mesmo na sua moto se a quantidade recomendada é suficiente ou não para atingir o nível máximo da vareta, e não se descuide de sempre manter o óleo no máximo.

Um motor com pouco óleo pode travar e causar perda de controle, te jogando embaixo de um caminhão, e aí a notícia nos jornais será apenas: 

Motociclista morre ao perder o controle da moto. 

PS: Encontrei algumas postagens na internet dizendo que a kawasaki recomenda o uso de Motul 3000 ou Motul 5100. Não encontrei essa informação no manual do proprietário que tive em mãos. 

Um abraço,


Jeff
ATENÇÃO:
Conferir o óleo apenas tirando a vareta ou olhando o visor é errado e está destruindo seu motor! Os fabricantes divulgam informações contraditórias e o prejudicado é você. Veja a denúncia neste link.

70 comentários:

  1. E verdade q uma vez que vc utiliza oleo sintético na moto haverá a necessidade de sempre usar o sintetico na trocas posteriores? Moro no interior no estado do rio de janeiro, logo pelo Manual da ninja 250cc, e necessário usar o óleo 20w50?levando em consideração a materia aqui apresentada e o manual...

    ResponderExcluir
  2. Roniere, o que não pode é misturar os dois óleos. Se você escoar bem, colocar o novo óleo por pouco tempo para lavar a carcaça, tipo usá-lo por uns 50 ou 100 km e escoar para aí então passar a usar somente o novo tipo de óleo pela quilometragem normal, não haverá problema de formação de borra. Se o óleo sintético não afetou a embreagem, não acredito que a mudança irá causar problema, mas seria interessante trocar ideias com mecânicos de motos, pode haver algum fenômeno que eu desconheça. Quanto à viscosidade, certamente o Rio é um local onde eu usaria apenas 20W-50 o ano todo. 15W-40 só nos estados do sul e no inverno. Ainda assim, seria por tão pouco tempo que não valeria a pena mudar de viscosidade.
    Um abraço, e obrigado por acompanhar o blog,
    Jeff

    ResponderExcluir
  3. Olá, adorei seu blog. Me tira uma dúvida? Neste último final de semana resolvi trocar o meu óleo com pouco mais de 1000km e para minha surpresa o óleo estava em condições deploráveis. Troquei pelo Mobil 20w50 e só no dia seguinte é que soube do seu blog. Resolvi conferir e foi "batata" tive que completar mais 300ml. Minha moto é uma suzuki gsr150i e no momento está com 7200km. Será que os danos causados por essa falta de óleo será irreversível? Fiquei bastante preocupado agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olám Takashi!
      Obrigado por acompanhar o blog!
      Só 300 ml: Tenho duas postagns sobre a GSR150i e a informação que eu tenho é que vai ainda mais óleo, 500 ml.
      Por acaso você mediu com o motor quente? O óleo dilatado logo após a troca com o motor quente parece ter mais óleo que o normal, aí você mede novamente no dia seguinte pela manhã e descobre que ainda falta óleo.
      Leia as postagens específicas sobre a sua moto:

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2015/08/o-depoimento-do-proprietario-de-uma.html
      e
      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com/2015/10/suzuki-e-seus-jogos-de-letras-e-numeros.html

      E fique atento a outra coisa: há óleos que desaparecem do cárter mais rápido e pedem reposição mais frequente do que outros; não deixe isso acontecer com seu motor.

      Quanto aos danos serem irreversíveis, sim, eles são, não se desespere.
      Com tão pouca quilometragem eles não chegam a ser suficientemente graves para causar problemas em curto prazo.
      O máximo que pode acontecer é você ter que antecipar a retífica em uns 10 ou 20 mil km, o que parece muito para quem está acostumado a ver motores pedindo retífica aos 50 mil km.
      Mas que não será tão significativo porque seu motor agora bem tratado de óleo chegará aos 100 ou 120 mil km sem problemas.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Olá Jeff, sim foram só 300ml e o motor estava frio sim. Verifiquei no dia seguinte para garantir e tudo certo! Agora sinto a moto mais macia do que antes. Já li quase todo o seu blog e agora fico de olho em tudo com muito mais frequência. Indico seu blog à todos que queiram boas informações. Um grande abraço!

      Excluir
  4. Olá amigo tenho uma ninja 250 em ótimo estado so que vem apresentando um problema que ninguém me da uma resposta concreta a moto esta ruim pra andar antes ela chegava a 175 180 km e agora nao esta passando dos 160 km cortando giro e qdo estou com garupa nao passa de 150km uns dizem q e embreagem mas nao consigo perceber ela derrapando outros dizer q e problema de alimentação! Oq acha ? Meu email willsantosde@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ela corta o giro na rotaçao normal ,mas com velocidade menor que antes sao os discos de embreagem patinando cara,na verdade vc nao sente pq em rotaçoes baixas eles so vao patinar a nivel de vc perceber quando estiverm muito ruins mesmo,mas quase certo q sao discos,outra coisa,ela chega a cortar la 14500 mas nao desenvolve como antes,se ela esquenta mais que o normal pode ser mistura pobre,uma limpeza de bicos e corpo de borboletas deve resolver

      Excluir
  5. Olá minha ninja 300 não passa dos 10000 rpm,ela está com 12500 km rodado. Oq pode ser isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua moto tem limitador de rotação para não deixar o motor explodir por excesso de giro. Leia a postagem sobre como o motor estouraem
      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2015/07/coisas-que-voce-nao-sabe-sobre-o-limite.html
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Mas o limitador da ninjinha é a 13.000 RPMs

      Excluir
    3. Olá, Dalmar!
      Não tinha essa informação.
      Atingir o limite de giros nunca é recomendável, mas uma moto que não atinge o limite de giros está com alguma sobrecarga roubando potência do motor.
      Essa sobrecarga pode ser desde um peso grande transportado, incluindo um piloto gorducho (quanto maior o peso sobre a moto, mais dificuldade o motor tem para subir de giro e alcançar o limite quando engrenado. Em vazio é fácil.)
      Também pode ser um problema mecânico. Desgaste de válvulas, válvulas presas, velas desgastadas, faísca fraca por baixa tensão elétrica no secundário da bobina, excesso de atrito interno por bronzinas desgastadas... um proprietário anterior que fuçou / mandou fuçar na programação do limitador de giros... módulo eletrônico incorreto... somente uma revisão em um mecânico para descobrir a causa real.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  6. Olá rapaziada tenho uma ninja 250 e hoje retorno do trabalho a embreagem baixou do nada , chegando em casa regulei a embreagem e voltou ao normal não sei pq ocorreu ela é 2012 marca 10 mil km faz pouco tempo que peguei não acredito que tenha rodado só isso , mas amanhã vou correr atrás de mecânico pra ver o que houve , troquei óleo dela motul 15w40 já fez mais de 1000 km com.óleo não sei o que imaginar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só vi esta pergunta hoje, certamente foi resolvido, mas isso é sintoma de cabo de embreagem desfiando e pedindo troca antes de arrebentar.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  7. Olá... Comprei a pouco una ninja 250 e moro em Curitiba... O 20w50 mineral seria uma boa ou 10w40 semi ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conforme a tabela do manual mostrada na postagem, os dois podem ser usados, o 20W-50 ficará um pouco mais pesado no inverno rigoroso. Pouca diferença. Caso vá alternar os tipos, não deixe de lavar o cárter com o óleo novo para remover bem os restos do tipo anterior.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  8. Boa tarde. Tenho uma ninja 300 e peguei a mesma a pouco tempo, duas semanas, é normal sempre que liga lá ter que esperar a rotação abaixar, quando fica um certo tempo parada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a injeção eletrônica mantém o motor acelerado enquanto o motor está esquentando, depois diminui a rotação automaticamente. Nas motos carburadas os donos precisam fazer isso manualmente usando o afogador e a regulagem do parafuso de regulagem da aceleração em marcha lenta.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  9. Opa tenho.uma ninja zx6r 2002 uma 636 posso usar o.mineral 20 w50

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso foi explicado na postagem, é só ler que a resposta está lá.

      Excluir
  10. Opa tenho.uma ninja zx6r 2002 uma 636 posso usar o.mineral 20 w50

    ResponderExcluir
  11. Olá, acabei de adquirir uma ninja 300 e troquei o óleo colocando um yamalube e realmente com a medida do visor, fica sempre no minimo.
    >>>>>>>>>>>Outro ponto, que fiquei com medo e vi nesta publicação, é que o cambio fica ruim devido ao óleo, ou seja a troca de marcha fica dando uns tranquinhos ... isso realmente afeta a ponto de incomodar? <<<<<<< ou seja é bem notavel??? pois a minha esta realmente chato...e percebo que quando ligo a moto e esta fria pela manha ela não trava e depois de uns minutos começa a travar.
    obrigado!!!!
    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, cidadão sem nome!
      O importante é fazer o que o manual manda, medir do jeito certo e completar sempre que necessário. Já experimentou regular o cabo da embreagem? Tantos os tranquinhos quanto a roda girar pela manhã com o motor frio diminuem com a regulagem correta da folga do cabo no manete da embreagem ou no ajustador da extremidade inferior do cabo. Dá uma conferida no manual do proprietário que esses procedimentos estão explicados por lá, ou então pesquise algum tutorial na internet. Descontando os muitos vídeos falando bobagem sobre a troca de óleo, o restante é válido.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Olá, comprei um ninja 300, que diz o dono que usava 10-40, por recomendações de pilotos e mecânicos que rodam em pista coloquei óleo 10-30 por ser sintético e gerar menos atrito nas partes internar do motor, nunca tive nenhum problema de barulho ou para trocar de marcha..
    Ricardo. SP

    ResponderExcluir
  14. O manual da minha ninja 250 diz que a capacidade com a troca do filtro é de 1,6 litro, porém foi necessário colocar 1,850 litro para chegar na marcação superior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo retorno, Ismael! Continue cuidando bem de sua moto colocando a quantidade certa de óleo!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  15. olá Jeff comprei uma ninja 300 e moro no sul, gostaria de saber qual oleo e a viscosidade você acha mais indicado de eu utilizar nela? e se sintetico ou mineral? São muitas dúvidas cada pessoa fala uma coisa diferente ate mesmo o manual é confuso,deixando claro que vou ttocar o filtro todas as trocas e também penso em usar o castrol power 1 ou um ELF emfim espero sua sugestão obrigado desde de já abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruno!
      Como você pode ver na tabela da postagem, a única vantagem de óleos 10W ocorre em temperatura abaixo de 0°C. Em Floripa eu usava o 20W-50 sem problemas e cheguei a ir até São Joaquim no inverno com esse óleo, problema nenhum. Semissintético eu acho um custo-benefício que não compensa, opinião pessoal. Sobre marcas, gosto de Motul, Havoline (Yamalube), Lubrax, Shell, Ipiranga... A vantagem destes últimos é que são mais fáceis de encontrar nas estradas. Mas isso varia em função da rede de distribuidores e supermercados na sua região.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  16. ok Jeff muito obrigado pelas dicas abraço.

    ResponderExcluir
  17. Sidney ...comprei uma ninja 250 2010 porém andando com.ela percebi que a temperatura ficou quase na borda do vermelho mesmo com a ventuinha ligada e u estava na pista acelerando forte que pode ser .... Sidneycapoanjo@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sidney!
      Primeira coisa, verifique o nível de líquido de arrefecimento.
      Segunda, verifique o nível de óleo exatamente conforme o manual.
      Terceira, qual a quilometragem rodada com esse óleo? O consumo foi reposto alguma vez? Os tempos de troca recomendados pelos fabricantes são ridiculamente longos para a imensa maioria dos usuários, que não entende que rodar 10 mil km em estradas é muito diferente de rodar 10 mil km em trânsito urbano, estou preparando uma postagem sobre isso.
      Fora essas possibilidades, entram causas mecânicas como filtro de ar entupido, velas desgastadas, problemas do sistema de injeção, etc.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Segundo o gráfico mostrado no manual da kawasaki, você pode.
      Apenas tome cuidado para evitar a mistura de tipos semissintético com mineral, eles não se dão bem e se degradam. Mudar apenas de viscosidade, continuando a usar semissintético, não é problemático.
      Mas verifique se a principal causa do superaquecimento não está no uso de quantidade insuficiente. Você está fazendo o procedimento correto, ligando e desligando o motor e completando até chegar ao nível superior do visor?
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  19. Olá, Boa noite. tenho uma ninja 250 amo 2011... depois de andar uns 30mim a 50mim parece q ela esquenta e fica engasdando e com isso a aceleração não passar de 60km oo q pode ser ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ari!
      Se as dicas da postagem não ajudarem, pode ser o caso de levar em um mecânico de confiança.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  20. Jeff qual o método ideal para eu completar o.óleo.certo???to.fazendo a.assim de um.dia para o outro ela.fria eu confiro o.óleo e completo ela fria ai fecho e ando assim.ountenho q completar ligar ela desligar e completar de novo assim q o.óleo subir??qual.procedimento.correto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você leu a postagem?
      Leu que precisa ligar e desligar o motor antes de medir?
      O procedimento correto está explicado na postagem e mostrado o vídeo.

      Excluir
  21. Jeff, tudo bom? Adquiri a Ninja 300 2013 com 7.000km. Como moro no Pará e não tenho certeza das trocas e do tipo de óleo que foi utilizado, o que você me recomendaria? Estou pensando em comprar no ML o óleo da Motul para efetuar a troca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eduardo!
      A resposta para sua pergunta está no texto acima, é só ler que você encontra.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  22. Jeff, tudo bom? Adquiri uma Ninja 300 2013 com 7.000km rodados... como não sei o tipo nem como foram feitas as trocas de óleo/filtro, o que você me recomendaria? Estou pensando em comprar no ML o óleo da Motul.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eduardo.
      Tenho por regra fazer uma revisão completa em qualquer veículo adquirido de segunda mão. Nunca se sabe como o antigo dono tratou da moto.
      Motul é um bom óleo, assim como shell, lubrax, havoline, yamalube.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  23. Não sei se é o objetivo do site mas gostaria de uma opinião.
    Estou trocando meu New civic at 2008 por uma Z1000 2011 22mil km e mal negócio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Você pretende trocar o carro por uma moto? Nenhuma possibilidade de ficar com os dois? Ou manter outro carro na garagem? Você já pilotou uma moto potente como uma Z1000? Já pilotou moto alguma vez?
      Digo isso porque aprender a pilotar com uma moto potente como essa (qualquer coisa com 250 para cima já é bem arisca para iniciantes). Começar com uma 1000 é suicídio e enorme desperdício de dinheiro. Todo motoqueiro novato cai aprendendo a andar de moto. Se não é no primeiro dia, é depois de 6 meses, te digo por experiência própria. Na hora em que a gente começa a ficar confiante, é aí que a moto nos ensina uma lição de humildade.
      Você encontrará postagens sobre as diferenças entre pilotar uma moto e dirigir um carro logo no primeiro ano do blog. Algumas armadilhas do trânsito existem para as motos e os motoristas que migraram para o guidão nem desconfiam. A pior armadilha é comprar e aprender a pilotar uma moto potente porque apareceu um negócio de ocasião.
      Uma 1000 é uma moto pesada (até uma CGzinha pesa 100 kg, essa pesa 220 kg). Mesmo um tombo bobo de apenas deixar cair parada uma moto pesada e com carenagens caras dá um prejuízo enorme e frequentemente causa um desgosto em ficar com o modelo tão sonhado.
      Além disso, tudo dependerá muito de tua motivação para sair de casa. Usar uma como essa para ir ao trabalho ou escola diariamente é uma situação tensa.
      O ambiente natural dessas motos é a pista, mas são vendidas para uso em estrada. No trânsito urbano não são as mais práticas para circular. Por ser grande, passar pelo corredor é complicado. Sem falar no quanto ela chama a atenção de quem não deve.
      Apesar de ser usada em estradas, não é uma moto para longas viagens, a posição de pilotagem é cansativa. Menos que em uma Ninja, mas mais do que em uma estradeira tipo Vulcan, para ficar na linha da kawasaki.
      Não contar com um carro é ruim porque a chuva é um perrengue. Depois da experiência de ter de vestir e tirar uma capa de chuva, você vê que não é algo que você gostaria de fazer com frequência. E o cheiro de cachorro molhado que a capa acumula em poucos dias de uso pode ser um transtorno ao chegar ao trabalho. São coisas que o pessoal não comenta por aí, mas sei lá, este blog é meio diferente.
      Boa sorte na sua decisão!
      Um abraço,
      Jeff
      Porque

      Excluir
    2. Sobre valores, não tenho como opinar.

      Excluir
  24. Bom. Dia... Cara estou usando óleo motul 4t 5000 10w/30 na minha ninja moro interior são Paulo tem algum problema... Qual seria a km de rodagem para este óleo.. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sidney!
      A viscosidade desse óleo é menor do que a kawasaki recomenda. Sua moto deve estar andando muito bem, livre e solta, mas o motor não está tão bem protegido contra o desgaste. Dependendo de como você usa a moto, pode ser até perigoso o motor travar numa forçada mais esportiva na estrada. Quanto à quilometragem, o pessoal fala maravilhas dos novos óleos levando em conta apenas a resistência à temperatura e oxidação, e não falam nada sobre a necessidade de eliminar a sujeira interna do motor, as partículas de tamanho menor que a malha de filtragem passam e ficam em suspensão no óleo lixando o motor. Por isso não recomendo quilometragens elevadas tipo 5 mil km. Em motos de arrefecimento líquido onde o motor não esquenta tanto e o óleo não se deteriora muito devido ao calor, 3 mil km está de bom tamanho.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  25. Boa tarde! Parabéns pelo teu blog. Por gentileza, tire uma dúvida, tenho uma ninja 250r/2010 e sempre utilizo motul 3000 mineral 20w50 e dizem que preciso trocar a cada 1500km. Qual seria o km ideal para fazer a troca? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigado!
      1500 km para o motul é uma boa quilometragem. Sua moto é de arrefecimento líquido, então o motor não esquenta tanto como as motos de arrefecimento a ar. Já tive uma moto com radiador de água e o óleo mineral aguentava 2000 km sem problema. Cheguei a usar por 3 mil km para testar, mas fiquei mesmo nos 1500 a 2000 dependendo das condições de uso. São quilometragens razoáveis. Uso em estrada permite quilometragens maiores, é a melhor condição de uso do motor.
      Um abraço,
      Jeff
      Um arbaço

      Excluir
  26. Olá bom dia !
    Acabei de comprar uma ninja 250r, o antigo dono usava motul 10w40 a moto está com 30 mil km rodados, eu fiz a troca e coloquei yamalube 10w40. Tem algum problema usar yamalube na ninja ? Devo continuar com motul ?
    Eu moro em são Paulo capital
    Desde já agradeço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gustavo!
      Problema nenhum, Yalamalube é um bom óleo, tanjto quanto o Motul. E os dois são semissintéticos, não deve haver incompatibilidade química entre eles. Teoricamente, porque o recomendável é não misturar óleos de marcas diferentes. Fique de olho para ver se nota alguma mudança de comportamento do motor em curto prazo.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  27. De:João Henrique,
    tenho uma ninja 250 2010 com 20.000km, mas com problema na temperatura, na cidade fica acima do vermelho ok, mas na estrada a 120 por hora ( que o normal seria baixar ) ela sobe até o ponteiro chegar no vermhoro, se diminuir a velocidade para uns 90 ela baixa pouquissimo, ja troquei o fluido, ja limpei a valvula termostatica, ventoinha armando, o mecanico tambem varetou o radiador e NADA, da 120 ela esquenta, ja troquei o oleo, mas foi antes de ler as msgs acima entao nao sei se ela esta com 10w40 ou 20w40
    Ja estou desanimanou...
    Preciso de ajuda
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, João Henrique!
      Acredito que sua dúvida seja sobre estar com 10W-40 ou 20W-50, porque as duas viscosidades que você mencionou seriam equivalentes, já que o número com W indica o comportamento do óleo no frio extremo.
      Você já verificou se tem alguma mangueira de arrefecimento dobrada? Um erro de montagem da parte de algum mecânico pode atrapalhar a circulação do líquido lá dentro. Alguém olhou a bomba de água? A engrenagem de acionamento e o rotor são de plástico, podem estar gastos e não fazendo seu trabalho.
      Outras causas possíveis para excesso de temperatura podem estar em uma mistura de combustível muito pobre. Sua moto é muito econômica? Excesso de economia não é bom.
      Por incrível que pareça, a quantidade de gasolina fria jogada na câmara de combustão rouba um pouco de calor antes da explosão.
      Quando a quantidade é pouca, a queima também acontece, mas sem dar aquela "refrescada" antes da explosão.
      Isso faz a temperatura do motor aumentar bastante, pode comprometer a vida do motor se chegar a causar batida de pino (ruído metálico agudo causado por pré-ignição da mistura por calor excessivo na câmara).
      Verifique se o injetor de combustível não precisa de limpeza e faça uma revisão geral da injeção eletrônica, algum sensor do sistema pode estar com problema.
      A válvula termostática pode precisar de substituição e não somente limpeza.
      Boa sorte com sua máquina! Descobrindo o problema, conta pra gente!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Boa tarde,
      Adquiri um ninja 300,moro em Brasilia e não sei qual tipo de oleo usar.

      Excluir
  28. Bom dia, meu nome é Anderson e sou de Brasília... Comprei uma Z1000 ano 2012 ja a dois meses e mandei fazer uma revisão na própria kawasaki. Foi trocado caixa de direção, junta fe válvula, vela, filtro de ar, cabo de embreagem e cabo de acelerador, além dos óleos necessários, ou seja, cuidei da moto logo de primeira... Contudo, minha dúvida é em questão da embreagem, desde de que comprei sinto ela muito dura se comparado com a Hornet que eu tinha, pensei que pudesse ser o cabo, mas como troquei e mesmo assim, contínua um pouco dura, queria saber se é característica da moto ou algum problema na embreagem... Ja aviso que ela nunca escapou marcha, as vezes fica ruim apenas de passar pelo motivo de estar dura. Dessa forma, queria saber sua opinião do que pode ser... Abraços e obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anderson!
      Uma embreagem mais dura pode ser questão de projeto, os braços de alavanca do manete e do acionamento lá no motor somados à resistência das molas é que definem esse esforço, e quanto mais potente o motor, mais fortes as molas, mais pesada a embreagem. Geralmente essas motos são equipadas com embreagem hidráulica por causa disso, inclusive existe um mercado de embreagens hidráulicas não originais.
      Mesmo assim, não deixe de ver essa questão do nível de óleo.
      O leitor Takashi foi um dos primeiros a constatar a falta de óleo nas revisões na primeira moto dele, uma suzuki GSR150i, comentário acima, e atualmente está com uma kawasaki Z300.
      E também constatou que a concessionária entrega a moto da revisão com o mínimo de óleo, o que causa dificuldades de mudança de marcha e desgaste do seletor de marchas.
      Ele fez um vídeo que está na postagem:
      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2017/04/o-caso-da-kawasaki-z300-quase-sem-oleo.html
      Um abraço, e boa sorte com sua máquina,
      Jeff

      Excluir
    2. Muito obrigado pela resposta, me ajudou bastante... Vou olhar o vídeo sim!! Abraço

      Excluir
    3. Bom dia jeff, então, eu fiz a medição do óleo e ta tudo certinho, colocaram certo a quantidade, só que o óleo não foi o motul, foi o óleo que eles usam como padrão... dessa forma, o que vc acha que pode ser essa rigidez na manete de embreagem? Será que minha embreagem ta ruim mesmo? A moto agora que está com 41 mil km... ah!! não é a original da moto não, Uso aquelas manetes esportivas...

      Se precisar trocar a embregem, é realmente necessário trocar tudo, ou pode só trocar o que está ruim... Mesmo assim espero que não chegue a esse ponto...

      Mais uma vez obrigado pela ajuda...

      Excluir
    4. Olá, Anderson!
      Se o braço de alavanca desse manete esportivo for menor que o original, isso torna a embreagem mais pesada para acionar.

      Braço de alavanca é a distância entre a aplicação da força e o eixo de articulação do manete.

      Quanto maior o braço de alavanca (e logicamente o manete), mais leve é o acionamento da embreagem, mas em compensação, maior a distância que precisa ser percorrida para o acionamento ser eficaz.

      Em motos de competição ninguém está interessado em longa vida útil dos componentes, então a embreagem fica regulada no limite e basta um toquinho para desacoplar.

      Acabou a corrida, para a próxima vai trocar tudo mesmo...

      Mas no dia a dia, manetes esportivos geram esse inconveniente que os vendedores não falam na hora de vender o produto.

      Um abraço,

      Jeff

      Excluir
    5. Então antes de pensar em trocar a embreagem, troque o manete que muito possivelmente isso resolverá o problema.
      Eu de novo,
      Eu

      Excluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Tenho uma z300 e moro em Brasília , uso o 10w30 mobil .. (muito caro aqui 50$) queria pegar alguns mais em conta como yamalube 30$ ou lubrax 20$ .. o que acha ? Posso trocar sem medo ? São bons óleos ?

    Obrigado jeff

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro RCZ,

      O problema não está em usar esta ou aquela marca. Todo óleo lubrifica, o segredo é conhecer os funamentos da lubrificação e as particularidades de cada óleo.

      Usado de maneira adequada, qualquer óleo fará aquilo a que se propõe.

      Se ele atende bem ao modo de uso do piloto, aí é questão de cada um decidir por si.

      Para começar, insistir na viscosidade 10W-30 por quê?

      Leia seu manual do proprietário, a kawasaki não recomenda 10W-30, recomenda 10W-40 na tabela e nas informações sobre o óleo.

      E na página seguinte existe um gráfico que orienta a adaptar a viscosidade do óleo em função da temperatura da sua região.

      Esse gráfico mostra 3 viscosidades: 10W-30, 10W-40 e 10W-50.

      O limite máximo para uso do 10W-30 é na casa dos 25 a 30°C.
      O limite máximo para uso do 10W-40 é na casa dos 35 a 40°C.
      O limite máximo para uso do 10W-50 é na casa dos 45 a 50°C e ninguém sobrevive acima disso.

      Quanto mais perto do limite de utilização, pior a proteção oferecida pelo óleo.

      Se não fosse assim, ninguém se preocuparia em determinar mais do que uma única categoria de viscosidade (só a honda comete essa barbaridade hoje, mas não era assim até o advento do óleo exclusivo).

      Aí em Brasília, Planalto Central, o gráfico está dizendo que o óleo de classificação 10W-30 não dá conta do recado.

      Você só deveria usar um 10W-30 se morasse em regiões como o Japão ou a Inglaterra, que nunca atingem nossas temperaturas daqui do Brasil.

      Sobre "serem bons óleos", isso depende de como você usa a moto. mobil lubrifica muito bem, mas tende a sumir do cárter mais rápido do que um lubrax ou yamalube.

      Isso é uma característica física de todos os óleos, cada um tem sua taxa de evaporação própria.

      Se você é um dono cuidadoso que mede corretamente o nível de óleo conforme o manual e não conforme ensinam por aí (ou seja, ligando e desligando o motor antes de medir), e fazendo as trocas dentro de quilometragens razoáveis (não necessariamente as recomendadas pelas montadoras), o mobil te atenderá perfeitamente bem.

      Se você não se liga muito em conferir o nível de óleo com frequência, óleos que permanecem mais tempo no cárter serão mais adequados para a sua maneira de cuidar da moto.

      Seu consumo de óleo 10W-30 de qualquer marca será muito elevado porque simplesmente essa não é a viscosidade ideal para sua região.

      E isso tem sido o motivo de tanto motor honda dar problema em anos recentes.

      O problema não está na marca do óleo, está na soma dos fatores, cada um contribui um pouquinho para diminuir a vida útil do seu motor.

      Escolha o óleo que você considera mais satisfatório com base no desempenho do motor e do que você espera dele.

      Óleos de baixa viscosidade fazem o motor dar melhor desempenho, mas em compensação permitem um desgaste mais acelerado do motor.

      Pese na balança os prós e contras em função do seu estilo de pilotagem e use qualquer óleo sem medo.

      Lembrando que os óleos semi/sintéticos permitem uma quilometragem um pouco maior que os minerais.

      Você está comparando o preço de um semissintético de 50 reais com o preço dos minerais Yamalube e Lubrax.

      Você precisará trocar os minerais na metade da quilometragem/tempo que o mobil.

      No final, o custo será elas por elas.

      Um abraço,

      Jeff

      Excluir
  31. Olá, bom dia! Parabéns pelo blog; não lembro há quanto tempo eu não lia todos e tantos comentários num mesmo lugar. Legal! Jeff, gostaria de tirar uma dúvida contigo. Moro no RS, onde no inverno (hoje por exemplo) a sensação térmica alcança facilmente os -10ºC, principalmente na estrada, onde faço questão de estar nos finais de semana. Bom, tenho uma Z300 que comprei zero km (hoje com 4 mil) e faço revisões numa oficina autorizada que coloca o óleo Motul 20-50. Recentemente, na oficina, eles me ofereceram o Militec. O que tu acha? De repente se meu óleo atual (motul 20-50) está dando um bom desempenho com desgaste acelerado do motor (estou certo?), o Militec não seria uma excelente solução para essa lacuna? Valeu garoto! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alessandro! Obrigado!

      Eu também queria estar na estrada com esse frio, se não fosse a forte gripe eu agora estaria a caminho de SC... mas coriza e balaclava não combinam.

      Minha experiência com o Militec foi com o motor usado da minha Kansas e também com o motor zero km da minha ex Fenix Gold.

      Tive alguns episódios de marcha escapando com a Fenix, e penso que podem ter ocorrido pelo uso do Militec em um motor ainda não amaciado.

      A experiência com a Kansas foi muito boa e eu relato nestas duas postagens:

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2014/07/velocidade-de-cruzeiro-motor-rajando-e.html

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2014/08/jezebel-e-o-militec-na-ultima-viagem.html

      Então eu deixaria para colocar esse aditivo no motor somente depois dos 10 mil km, que aí as peças já estarão bem casadas umas com as outras (o desgaste do período de amaciamento é necessário para o bom funcionamento do motor).

      Depois dessa fase ele se estabiliza por várias dezenas de milhares de km e só volta a aumentar quando o motor chega perto dos 60 mil km.

      Obrigado por acompanhar o blog! Tome cuidado com a mania das concessionárias da kawasaki de colocar apenas a quantidade recomendada sem complementar o nível, há vários relatos sobre essa prática, e isso em uma moto de uso esportivo pode ser muito perigoso:

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2017/04/o-caso-da-kawasaki-z300-quase-sem-oleo.html

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2015/12/denuncia-de-oleo-baixo-na-kawasaki-z300.html

      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  32. Boa tarde!
    Comprei uma z1000 há duas semanas e reparei que quando cheguei em minha casa notei que tinha um pouco de liquido de arrefecimento no chão. No entanto, comecei a reparar se o radiador está ligando( fazendo ao menos um barulho ) e não consegui ouvir nada. Agora não sei se ele realmente não está ligando ou se é muito silencioso. Detalhe: minha moto tem 7000 km.
    Desde já, obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro Henrique!
      Essa quantidade de líquido é muita coisa? Porque poucas gotas não são preocupantes, desde que você acompanhe o nível no reservatório e nunca deixe ficar muito baixo.
      Já o transbordamento de líquido de arrefecimento é indicação de aquecimento excessivo do motor. Essa condição certamente deveria ligar a ventoinha, e por mais silenciosa que ela seja, você perceberia o ruído de funcionamento na hora em que desligasse o motor, porque ela continua funcionando por alguns minutos quando o motor atinge alta temperatura.
      Verifique se há líquido de arrefecimento no reservatório com o motor frio, e verifique também o nível de óleo do motor, as principais causas de superaquecimento do motor.
      A embreagem mal regulada também colabora para aumentar a temperatura do motor acima do normal.
      Você comprou sua moto zero km? Já vimos muitos casos de motos entregues com fluidos insuficientes que são repostos apenas na primeira revisão, o que é prejudicial ao motor.
      Outra coisa:
      Se você comprou a moto zero e ela já está com 7 mil km, você provavelmente está mantendo altas velocidades na estrada, acertei?
      No período de amaciamento o motor tende a esquentar mais que o normal, por isso é recomendado pegar leve no acelerador nos primeiros 10 mil km.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  33. Hola Jeff uma pergunta cuando o oleo da kawawasaki ninja 250 não e suficiente a moto desliga ?eu coloco óleo 100% sintético e funciona muito bom desde que q tenhoa moto mas queria tirar essa dúvida hoje ela começou a falhar ou seja e ta andando e derepente perde a forca e morre mas a parte elétrica funciona sera q e porque tem q trocar o óleo abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fran!

      Uma lubrificação deficiente aumenta os atritos internos do motor. Ela estar morrendo me parece um indicativo disso sim.

      E se realmente estiver com muito pouco óleo, esse motor acabará morrendo mesmo, não será só de vez em quando não.

      Já experimentou fazer o procedimento de medição para verificar se o nível de óleo aparece acima da linha de mínimo do visor?

      Um abraço,
      Jeff

      Excluir