sexta-feira, 8 de maio de 2015

O que acontece em um motor com excesso de óleo?

O leitor Darci Neto comentou:

Só um comentário sobre o óleo, na minha eu se passei [da quantidade] no completar e vazou um pouco na junta do cabeçote, mas nada demais, nem chegou a estourar, mas em compensação o câmbio da moto melhorou muito desde que comecei a completar ele, até o barulho do motor parece ter diminuído.

Olá, Darci! Obrigado por acompanhar e colaborar com o blog!

Realmente, com a quantidade certa de óleo o motor gira melhor, o câmbio fica bem macio e o ronco fica mais suave. E o motor trabalha em temperatura mais baixa.

Vou aproveitar seu comentário para falar sobre o que acontece quando se coloca óleo em excesso no motor.

O excesso de óleo deve ser evitado porque pode causar problemas sérios no motor, como o empenamento de biela. 

Num motor com o nível de óleo dentro dos limites para o qual foi projetado, o pistão (ou pistões) têm espaço para descer em um espaço cheio de ar, quase sem resistência. 

Mas em um motor com um nível muito alto de óleo, na hora que o pistão/pistões desce/m, se choca/m contra uma piscina de óleo. 

O ar é comprimível, mas o óleo não, então a onda de choque do impacto se propaga dentro do cárter, podendo deslocar as vedações que impedem o vazamento de óleo pelos eixos do câmbio e pinhão.

Isso causa um grande vazamento de óleo, que se não for percebido, poderá fazer o motor se fundir

O/s conjunto/s de pistão e biela recebem um impacto capaz de causar sua deformação, o que impede o funcionamento do motor. Aí, só abrindo e trocando os componentes, talvez com necessidade de retífica do/s cilindro/s. 

Mas note que excesso de óleo é colocar mais óleo do que o fabricante recomenda, e esse limite é determinado pela marca de nível superior da vareta medidora ou visor, ligando e desligando o motor conforme determinado pelo manual. A própria honda admite que a capacidade de óleo do motor da Fan / Titan é de 1,2 litro.

O pessoal se assusta um pouco quando vê vazar um pouco de óleo pela junta da tampa do cabeçote, mas isso não é grave. 


A quantidade de óleo que vaza por ali é mínima, não compromete o funcionamento do motor, só traz prejuízo estético. É algo que pode ser considerado normal. 

Se você tirar a cobertura plástica que cobre o motor de qualquer automóvel moderno, verá que todo motor vaza um pouco de óleo, e isso acontece desde 1885.

Minha primeira moto (a CG) seguia as instruções do fabricante quanto à quantidade de óleo, e vivia vazando óleo. Naquele caso, era mais por excesso de temperatura do motor, porque eu usava apenas 1 litro de óleo. Eu era adolescente, não lia manual...

Esse vazamento na sua moto não ocorre por excesso de óleo no cabeçote, porque existe um buraco enorme para o óleo retornar de lá, que é o poço onde passam as varetas ou a corrente do comando de válvulas.


Cabeçote de Titan Fan 125 com válvulas montadas visto de frente.
A fixação do escapamento está na parte inferior.
O enorme buraco é a passagem das varetas de comando.
Esse conjunto é parafusado sobre o cilindro, que também possui essa passagem aberta.


Vista superior do cilindro com pistão
É impossível que o óleo forme uma piscina e acumule pressão dentro do cabeçote com aquele enorme buraco aberto ali à direita permitindo o retorno por gravidade do óleo através do cilindro para o cárter.

O que pode estar acontecendo é que as pessoas só notem esse vazamento de óleo depois de passarem a prestar atenção ao fato. Tipo ele sempre esteve lá, mas passou despercebido e só foi notado pelo receio de estar mudando a quantidade de óleo colocada no motor.


Outra coisa: 

A guarnição de borracha da tampa do cabeçote se deforma com o tempo por causa da alta temperatura em que essa região do motor trabalha. 

A troca da guarnição resolve esse problema até ela se deformar novamente, é só uma questão de tempo.

Alguém poderá dizer que o óleo "a mais" dentro do motor faz o ar em seu interior ser comprimido e causar pressão interna. 

Isso não acontece porque o cárter é aberto para a atmosfera, sabia disso?

Existe uma grande mangueira de respiro que sai do cárter e vai para a caixa do filtro de ar. Antigamente (na minha CG modelo 1978), essa mangueira era aberta e ficava junto do ladrão do carburador.

Hoje, para atender as normas de emissões, ela vai para a caixa do filtro de ar e o vapor do cárter é aspirado e queimado a cada ciclo de funcionamento do motor.

Algumas gotículas de óleo do cárter sobem para a caixa de ar e se acumulam lá dentro, o que assusta novatos que não imaginam como esse óleo foi parar lá dentro.

Mas se você estiver respeitando a condição de nível máximo de óleo quando medido exatamente de acordo com as instruções do manual do proprietário, o motor estará na condição normal de funcionamento do motor prevista pelo fabricante e não há com o que se preocupar.

Uma vez, sob influência de remédios de tarja preta receitados pelo médico distraído que eu estava, cheguei a colocar quase 1 litro de óleo a mais na Kansas, rodei uns 200 km e a moto não deu problema. 

O câmbio e o ronco do motor ficaram ótimos... mas não recomendo a ninguém fazer isso, eu tive sorte de não ter dado um problema sério, faltou muito pouco.

Em compensação, se eu erro em 50 ml a quantidade de óleo da Fenix, sou obrigado a retirar o excesso porque o motor fica duro, vibrando, na iminência de um calço hidráulico. E um calço hidráulico pode destruir o motor num piscar de olhos.


Isso ocorre por causa da construção interna do cárter e do motor de dois cilindros da Fenix baseado na 400 da honda. 


Mas nos motores de base honda 125/150 de um cilindro (Titan, Fan, Kansas, Speed, sundown Max, genéricas da traxx, shineray, etc.) o motor consegue lidar bem com um pequeno excesso de óleo. 

Que sempre se deve evitar.  

Um abraço,

Jeff

40 comentários:

  1. Gostaria de saber se o excesso de oleo pode prejudica a injeção da moto ?? E faz a moto beber mais ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excesso de óleo pode danificar seriamente o motor e sempre deve ser evitado. Manter o motor com a quantidade máxima de óleo recomendada pelo fabricante não é excesso de óleo.
      O nível de óleo dentro da faixa de medição segura, medido conforme o procedimento de medição do manual do proprietário, é a condição de funcionamento normal do motor.
      Mantendo o nível perto do limite superior da faixa recomendada do nível de óleo o motor faz um pouco mais de esforço, previsto em projeto, e isso pode ter um pequeno reflexo no consumo de combustível. Com o óleo perto do mínimo, o motor trabalha mais livre porque gira sem movimentar o óleo do cárter, e o ganho de rendimento é perceptível. No entanto, quanto mais baixo o nível de óleo, mais exigido será o lubrificante, e mais rapidamente ele se degradará e será eliminado do motor. Por isso é fundamental sempre manter o nível dentro da faixa recomendada, preferencialmente perto do nível superior, a fim de não correr o risco de o óleo baixar a ponto de ficar abaixo do mínimo recomendado pelo fabricante.
      Um abraço, e obrigado por acompanhar o blog,
      Jeff

      Excluir
  2. num outro post tu diz para colocar mais óleo, agora é prejudicial. Afinal o que é certo ?? Tenho uma xre 300 coloco mais ou o que manual diz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está explicado no texto, mas assim como você, muita gente não lê porque o texto é longo e interpretar dá trabalho.
      Resumindo: Não coloque mais óleo do que o fabricante recomenda, e o que o fabricante recomenda é colocar a quantidade indicada E DEPOIS complementar até o máximo da vareta. NUNCA COLOQUE MAIS DO QUE A MARCA SUPERIOR DA VARETA, porque isso sim seria excesso de óleo.
      Agora ficou claro?
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  3. Olá minha moto tava com excesso de óleo e melou o filtro de ar e ficou fumaçando será q empenou a biela e o pistao

    ResponderExcluir
  4. Olá minha moto tava com excesso de óleo e melou o filtro de ar e ficou fumaçando será q empenou a biela e o pistao

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde amigos. Tenho uma fazer 250 2016. A alguns dias minha moto tem falhado. Ao ligar funciona tudo normal. Mas entre 4mil e 7mil rpm ela falha. Tbm notei que a caixa de ar tinha uma quantia considerável de oleo, misturado com o que parece ser gasolina. Verifiquei o nível do óleo e acredito que estava acima por volta de 90ml. Retirei esse excesso e limpei a caixa. Jeff, vc sabe me dizer as prováveis causas desse óleo voltar na caixa de ar misturado com gasolina?? E pq ocorre essas falhas?? Minha moto está com 11500km. Tirei ela 0km. Fico no aguardo. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Caio!
      O óleo não pode cheirar a gasolina — se isso ocorreu, o injetor está com vazamento, gotejando gasolina para a câmara de combustão, que acaba escorrendo entre os anéis e aumentando o nível de óleo do cárter. O excesso dessa mistura de óleo e combustível acaba levado pela mangueira de respiro para a caixa do filtro de ar.
      Essa é uma condição que pode danificar rapidamente o motor, porque o óleo diluído e contaminado perde as características lubrificantes, permitindo o contato metal com metal e desgastando o motor. Óleo contaminado com combustível precisa ser trocado independente da quilometragem.
      Esse vazamento do injetor deve ser a causa da falha em média rotação.
      Boa sorte,
      Jeff

      Excluir
  6. boa tarde

    tenho uma twister 2008 com 36500 km rodados, quando baixa de 5000rpm a moto começa a falhar, quando acelero de novo ela parace estar afogada, sem falar que acho que esta gastando combustivel demais,

    oq pode ser?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá, Rodrigo!
      O combustível é confiável? O filtro do registro do tanque está limpo? Já trocou filtro de ar? Confere a vela de ignição e o cabo. Se isso não resolver, poderá ser necessário limpar o carburador. Se não for nada disso, aí entra na parte mecânica complicada tipo válvula empenada, só mecânico para resolver.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  7. Tenho uma NXR Bros 160, já está chegando nos 20000 km, comecei a rodar em trilhas com ela, mas logo depois de umas 6 viagens longas ela apresentou vazamentos, nem sei o que fazer porque não fiz todas as revisões na autorizada, sendo assim ela perdeu a garantia! Mas minha dúvida é sobre a quantidade de óleo que deve ser adiciona no motor durante as trocas, o correto é 1 ou 1,2 litros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Domingos.
      Faça o procedimento do manual, medindo o nível de óleo da moto fria depois de colocara 1 litro, ligar e desligar o motor e veja se a vareta está no mínimo ou no máximo. Se estiver faltando, complete. É o que diz o manual. Aí você mesmo conclui qual é a quantidade correta.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  8. Com o exesso de óleo faz com que a moto fumê na primeira partida do dia ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maike!
      O que você chama de excesso de óleo?
      Nunca se deve colocar mais óleo do que o recomendado pelo processo de medição do manual do proprietário, ou seja:
      Coloque a quantidade insuficiente recomendada, meça o nível conforme o manual ligando por alguns minutos e desligando o motor frio, e adicionando mais óleo até atingir a marca superior da vareta / visor de nível de óleo.
      Fazendo isso, você nunca estará colocando excesso de óleo, apenas a quantidade correta.
      Coisas que fazem a moto fumar na primeira partida são:
      - Óleo velho no cárter — ele perde a viscosidade e passa mais fácil pelos retentores de óleo das válvulas.
      - Marca de óleo de qualidade inferior (não se iluda, tem marcas famosas que deveriam ser famosas apenas por sumir do motor mais rápido).
      - Retentores de óleo das válvulas desgastados — permitem a passagem mesmo com óleo novo ou de boa qualidade.
      - Anéis, pistão e cilindro desgastados — permitem a passagem mesmo com óleo novo ou de boa qualidade.
      Excesso de óleo pode ser muito danoso ao motor, mas não causa fumaça na partida. Sei disso porque uma vez me enganei com o consumo de óleo, coloquei a mais do que deveria e rodei muitos quilômetros sem notar fumaça. Na primeira partida no dia seguinte, tive dificuldade para fazer a moto funcionar até descobrir que havia óleo a mais, e mesmo assim não houve fumaça porque os componentes internos estavam em bom estado.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  9. Jeff, tenho uma Horizon 150, no manual dela não pede para ligar a moto por 3 ou 5 minutos desligar e depois medir o oleo, o manual pede para medir o oleo pela manhã com a moto fria e no cavalete central em superfície plana, como saber a quantidade de oleo real nesse caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mário!
      Essa informação é muito interessante... eu tenho uma postagem pronta sobre a Horizon 150 que somente não publiquei porque não consegui obter as fotos de que preciso.
      Descobrir essa informação vai envolver um pouco de pesquisa, então não poderei te dar uma resposta por enquanto, mas vou acrescentar as informações na postagem, só te peço um pouco de paciência.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Claro Jeff, Muito obrigado. Fiz a pergunta mais porque a minha moto, uma Horizon 150, fundiu o motor (colou pistão no cilindro) pouco depois da revisão de 1000km, e o óleo estava de acordo com o que o manual diz, porem acho que faltava óleo nela, uma vez que eu segui rigorosamente o que o manual pedia no quesito de amaciamento e quantidade de oleo, no entanto sempre que parava ela ficava estralando motor e o cambio era meio duro.

      Excluir
    3. Mário, isso é sintomático. A garantia cobriu? Isso costumava acontecer com as primeiras motos da dafra, Speed e Kansas, apareciam motos fundindo com quilometragem muito baixa. Mas tão baixa assim, está parecendo mais que esqueceram de colocar óleo no motor... já vi acontecer em concessionárias de várias marcas e também em oficinas independentes.
      Tem como você me enviar uma foto das páginas do manual da sua moto descrevendo o procedimento de troca de óleo e o procedimento de medição do nível de óleo?

      Excluir
    4. Enviei como mensagem na sua pagina do facebook.

      Excluir
    5. Obrigado, Mário! A garantia cobriu o reparo?
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    6. Ainda não sei, está em analise na concessionária...

      Excluir
    7. Torço por você e sua moto, será interessante ver como a dafra irá resolver isso... por favor, mantenha a gente informado!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  10. Gostaria de saber qual a sua opinião sobre radiadores adaptados em motos CG 125 e CG 150... Vale a pena? Quais os riscos? Melhora a durabilidade de vdd? Gosto de fazer viagens em motos como essa e pretendo colocar um.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Kaleby!
      Adaptar um radiador de óleo tem alguns riscos sim. Eu cogitei em fazer essa adaptação há alguns anos na Kansas e troquei ideias com o Daniel, e concluímos que o ganho, se houvesse, não justificaria os riscos.
      Para começar, uma quantidade adicional de óleo será necessária. Além disso, para o radiador ser eficiente, o óleo precisaria sair da bomba e circular pelo radiador antes de entrar no cabeçote — mas o projeto do motor não prevê esse caminho, então o óleo teria de ser colhido via tampa do cabeçote. Como garantir a lubrificação do comando no cabeçote enquanto o radiador é preenchido de óleo durante a partida do motor?
      Com o motor desligado, esse óleo contido no radiador descerá para o cárter, tornando a partida mais pesada. Talvez o motor de partida e/ou bateria abram o bico com frequência imprevista.
      Dependendo da quantidade de óleo acumulada no radiador que desça para o cárter, pode até causar um calço hidráulico danificando a biela. Mesmo a adaptação de uma válvula de retenção não garantiria que o óleo não descesse para o cárter, além de gerar uma contrapressão na bomba não prevista em projeto. Difícil de avaliar se tudo isso irá ajudar a prolongar a vida do motor ou gerar um risco adicional de vazamento e problemas. Sem contar que tudo dependerá muito do gabarito do profissional que fizer a adaptação. Para viajar com uma 125/150, é suficiente começar com a quantidade certa de óleo e repor o consumo a cada 500 km, ou 300 km se subir uma serra respeitável no caminho.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  11. Qual sua opinião sobre radiadores adaptados em moto cg 125 e 150? Vale a pena? Quais os riscos e benefícios?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  12. Oi sou fabiola ultrapassei o limite de oleo da biz 125 no manual diz 0,7 e coloquei 1 litro pode causar algum dano a moto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fabíola!
      Não se preocupe. Quando você faz a medição do jeito correto indicado no manual você verifica que 0,7 litro deixa o nível no mínimo. Vários leitores informam que a quantidade correta para chegar ao nível superior da vareta conforme a própria honda recomenda é exatamente 1 litro de óleo.
      Tudo de bom,
      Jeff

      Excluir
    2. Portanto ao colocar 1 litro você não está colocando óleo em excesso, mas exatamente a quantidade necessária para atingir o nível recomendado.
      Veja a postagem:
      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2014/12/como-ver-o-nivel-do-oleo.html
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  13. Minha moto (Fazer 250 2012)apresentou algo estranho. Na ultima vez em que fui abastecer ao retirar a tampa de combustivel do tanque houve um barulho de pressão, como se um gas que ficou preso dentro do tanque saísse. o barulho foi meio forte e de qualquer forma isso nunca tinha ocorrido. O frentista disse que poderia ser a "mangueira de respiro" que está entupida. Pesquisando vi q o respiro dessa moto fica na tampa do tanque.. Sabe me dizer que problema ocasionaria isso e qual a solução? Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Wyllians!
      Conheço bem o funcionamento nas motos carburadas, o que não é o caso da Fazer.
      Certamente o respiro do tanque está entupido, mas há uma diferença entre respiro e a mangueira do ladrão do tanque.
      Já o respiro é quem permite a entrada de ar para ocupar o lugar da gasolina consumida e essa entrada é feita pelo próprio miolo da chave da tampa do tanque. Pode estar bloqueada com laca e sujeira acumulada pela evaporação da gasolina, com graxa aplicada indevidamente com a intenção de lubrificar o miolo ou cera usada para polir o tanque. Sefor isso, é só dar um tratamento com óleo em spray até remover tudo que esá atrapalhando o fluxo do ar lá dentro.
      Em motos sem injeção, a mangueira é apenas um ladrão de combustível, serve para escoar gasolina quando a boia do carburador fica travada aberta, o combustível escoa por ali em vez de ir para a câmara de combustão onde causaria problemas.
      Estou investigando uma denúncia de problema em moto injetada onde a gasolina em excesso do tanque escoa pela mangueira, então supostamente haveria uma válvula unidirecional na tampa para deixar o ar fluir para dentro e não deixar a gasolina refluir.
      Então acredito que no caso da Fazer essa válvula unidirecional do respiro da tampa do tanque é que esteja bloqueada.
      Se eu descobrir alguma informação nova eu posto aqui.
      Boa sorte com sua máquina!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  14. Olá Jeff, muito prazer e parabéns pelo blog, estou muito feliz com todo o suporte e informação que encontrei aqui.
    Eu gostaria porém de fazer uma pergunta, eu comprei um horizon150, não tem 2 meses, é a minha primeira moto e o conhecimento que tenho é muito limitado a acelerar e Trocat de marchas, atualmente com 1400 Km, só fiz uma revisão (no caso a dos 1000Km), porém não tenho certeza se foram colocados os 1,4 litros que você mencionou (Provávelmente não, já que foi realizada a revisão na autorizada), realmente notei o câmbio um pouco mais duro e um certa dificuldade em encontrar o neutro. Bom, a minha dúvida é, na próxima revisão, eu posso pedir pra autorizada colocar o nível de óleo acima do indicado? Ou isso me faria perder a garantia? Se estou atualmente apenas com os 1L que a autorizada colocou, posso esperar mais 600 km ate a próxima revisão ? Posso determinar qual óleo eles devem usar na troca? Qual seria esse óleo? se eu pedir e eles fizerem eu posso correr o risco de perder a garantia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eweton!
      Você não pode esperar datas de revisão para completar o nível de óleo, acabará estragando o motor e você sabe quem irá ter de pagar a conta.
      Tenho para mim que se uma concessionária pratica esse jogo, ela é capaz de fazer qualquer coisa.
      Mas cancelar a garantia por manter o nível de óleo correto eles não podem fazer.
      Não coloque mais óleo por achar que eles não colocaram — meça e somente coloque a quantidade necessária para atingir o nível correto. O manual da Horizon foi escrito de maneira a não permitir que seus proprietários descubram a verdade sobre o nível do óleo. Mas felizmente um proprietário de Horizon fez um vídeo que está em uma postagem que você vai gostar muito de ver:
      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2016/10/o-video-da-polemica-do-1-litro-de-oleo.html
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  15. Jeff, completei o nível de óleo a uns dias atrás até chegar no máximo, porém notei que o câmbio não ficou macio e ao verificar o nível hoje o mesmo estava bem acima do máximo, acima do que eu tinha reposto. Existe algum procedimento pra completar? O óleo adicionado tem que circular antes da medição? O engraçado é que não tem nenhum vazamento aparente.
    Aproveitando, o câmbio da minha moto é barulhento e seco, tudo isso começou quando eu troquei de 1a para 2a no tempo, sem querer(baita cagada, diga-se de passagem). O tranco foi forte e depois disso começou os barulhos e de vez em quando as marchas ficam enroscando nas trocas. Será que foi tão sério a ponto de moer alguma coisa lá dentro? A moto é uma Factor 150.
    Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas,
      Uma das coisas que eu mais bato o pé aqui no blog é para o pessoal fazer o procedimento exatamente como diz no manual, e sempre lembro o pessoal que é necessário ligar por alguns poucos minutos e desligar o motor antes de fazer a medição.
      Sim, você precisa medir o nível depois de fazer o óleo circular.
      Lamento informar, mas o seu câmbio foi danificado e não há troca de óleo que resolva.
      Acho que você sabia as respostas antes de perguntar...
      Boa sorte,
      Jeff

      Excluir
  16. Boa tarde, estou usando óleo semi sintético 10/40 com 10% bardhal b12 plus, total 1200cc ou 1,2 litris e notei que o óleo nao suja tanto e os barulhos típicos sumiram todos e km por litro aumentou,os discos não patinam e uso o novo método faz uns 10000km. Será que pode danificar o motor ? Titan 150 2006

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Antonio!
      Não acredito que possa danificar o motor não. Se fosse, em 10 mil km você já estaria notando problemas. Você não está colocando óleo a mais, e o bardhal está compensando o uso de uma viscosidade menor que recomendada, resultando na prática em uma mistura de óleo 10W-40 com bardhal com viscosidade igual ou até pouca coisa superior a um óleo 20W-50.
      Motores barulhentos estão reclamando de má lubrificação.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  17. Bom dia, meu querido Queria primeiro lhe parabenizar pelo belíssimo trabalho que vc vem fazendo aqui.

    Bom tenho uma Fazer 250cc 2017 e estou com uma certa duvida. ate o momento só fiz 2 trocas de oleo ( Minha moto ainda não tem nem 5 mil KM) entretanto nesta ultima troca de oleo e filtro a moto ficou um pouco estranha, parecia que estava trabalhando um pouco mais forçada, um pouco "Rançosa" não parecia amaciada, ficou bem semelhante de quando fui buscar a moto na concessionaria e ela não estava assim. Ainda não fiz uma real conferencia concreta mais sei que coloquei oleo em Excesso. Vc saberia dizer se isso é normal?, alias depois desta ultima troca tbm reparei em um barulho no motor bem baixinho diferente do normal. Fico num possivel aguardo meu querido... ate a proxima ..

    OBS: Foi minha primeira troca de filtro!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, leitor!
      Primeira coisa:
      Se você colocou excesso de óleo, remova imediatamente.
      O blog nunca recomenda colocar excesso de óleo.

      O blog recomenda colocar a quantidade de óleo necessária para manter o nível de óleo na marca de máximo medida corretamente conforme o manual do proprietário.

      Verifique o nível de óleo exatamente como descrito no manual do proprietário, ele tem de ficar perto da marca de máximo ou coincidente a ela, sem ultrapassar, medido com o motor frio aquecido pelo número de minutos eventualmente mencionado no manual.

      Esse tempo nunca deve superar 5 minutos, pois mais do que isso pode empenar o cabeçote por falta de arrefecimento correto do motor (vento nas aletas de alumínio do cilindro e cabeçote).

      Você não pode simplesmente acrescentar óleo por conta própria sem antes medir o nível corretamente.

      Porque se a concessionária já estiver fazendo o procedimento correto, até mesmo por pressão de clientes leitores do blog, você acabará colocando óleo em excesso e isso é prejudicial ao motor.

      Segunda coisa:
      Falou em revisão, pensamos na troca de óleo. Mas eles também fazem a regulagem de válvulas.

      Certeza que esse barulhinho não está vindo das válvulas?

      Uma má regulagem pode fazer o motor perder rendimento e pode até prejudicar seriamente o motor.

      O sintoma de motor com barulho também pode estar ocorrendo porque a yamaha está adotando óleo semissintético menos viscoso, 10W-40.

      Se a sua moto saiu de lá inicialmente com um tipo de óleo e agora foi colocado outro, providencie uma troca com lavagem de cárter de volta para o tipo que era satisfatório.

      As concessionárias gostam de colocar óleo semissintético porque têm a desculpa de "ser melhor".

      Se fosse da mesma viscosidade para a qual o motor foi projetado (20W-50), seria realmente melhor como sempre foi, as Fazer sempre foram prova disso.

      Mas óleo menos viscoso faz o motor ficar barulhento, e barulho é sinônimo de desgaste acelerado.

      Sugiro investigar e resolver essas dúvidas o mais rápido possível.

      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  18. Oi Jeff,o nível de óleo da minha moto tá na metade da vareta. Tá bom ou completo? Ah e minha moto está fazendo um chiado parece que vem de dentro do tanque,o que tinha,começou esse chiado a poucos dias. O que pode ser? Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, L!
      Eu costumo repor o óleo quando ele chega na metade da vareta.
      Como minha moto está com o motor bastante rodado, o consumo é alto, então o nível agora está chegando no mínimo em quilometragens menores.

      É por isso que não podemos descuidar do nível, depois que os desgastes internos atingem um determinado nível, o óleo é consumido mais rapidamente, e um descuido pode fazer o motor trabalhar abaixo da faixa recomendada, o que acelera ainda mais o desgaste.
      Chiado dentro do tanque, por acaso sua moto é de injeção? O barulho não está vindo da bomba de combustível?
      Estaria na hora de uma limpeza do filtro de combustível ou de troca da bomba?
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir