terça-feira, 9 de maio de 2017

Vídeos de motores estourando na estrada por falta de óleo

Dois vídeos de dois pilotos estourando seus motores por falta de óleo.

O primeiro sabe que o motor estourou, mas não associa isso com o nível baixo do óleo:


O segundo diz que a moto parou porque a corrente arrebentou... 

Corrente? 

Só se for a corrente de comando dentro do motor:


Porque o que este vídeo mostra é o motor travando, o conta-giros vai para o zero instantaneamente. 

Uma corrente de transmissão arrebentando, o sintoma é totalmente diferente, veja abaixo. 

Ouça com o volume alto:


Quando a corrente da moto estoura, a rotação do motor vai lá em cima porque ele gira livre, sem fazer força.

Nos dois primeiros vídeos você ouve os motores sofrendo e pedindo óleo, só faltam implorar pelo amor de Deus.

Mas os dois pilotos continuam a acelerar as motos até os motores travarem.

Os dois tiveram sorte.

O óleo na roda do primeiro vídeo poderia ter derrubado a moto fácil, fácil — era só ele estar um pouco inclinado fazendo uma curva ou ultrapassagem.

Se algum pedaço de peça quebrada tivesse calçado as engrenagens do câmbio, a roda traseira travaria e o tombo seria inevitável.

A segunda moto deu sorte de travar o motor em baixa velocidade logo depois de passar pelo posto da PRF.

Se o motor tivesse travado ou estourado logo depois de forçar para ultrapassar um caminhão, não tinha vídeo.

Se tivesse travado na faixa da esquerda, seria muito mais difícil jogar a moto para o acostamento sem ser atropelado.

Esse desconhecimento de mecânica básica e da importância do nível correto de óleo para as motocicletas pode custar a vida dos ocupantes.

A situação é agravada pela prática condenável das montadoras que recomendam uma quantidade insuficiente de óleo.

Todo mundo roda sempre no nível mínimo, abaixo do recomendado — e isso aumenta muito as chances de superaquecimento e travamento do motor.

Essa prática condenável é agravada pela desonestidade e/ou incompetência e/ou ignorância de muitas concessionárias que fazem uma revisão porca:

A moto sai da concessionária apenas com a quantidade insuficiente de óleo recomendada pelas montadoras — e não com o nível correto determinado por elas.


A documentação com o procedimento correto é de pleno conhecimento das concessionárias. 

Além do manual do proprietário, existe o manual de serviços e os treinamentos de mecânicos pelas montadoras.

Esses manuais sempre mandam medir do jeito certo e completar o nível de óleo até o nível máximo depois da troca — e sempre precisa completar.

Que eu saiba, os únicos (mas pode ter outros) manuais que ensinam do jeito errado são os das dafra Kansas, Speed, Horizon e Apache (esta última por mérito da fabricante original indiana tvs).

E além de não fazerem a coisa certa, orientam os proprietários a medir o nível de óleo pela manhã sem ligar o motor. 

Não existe desculpa nem justificativa para as concessionárias não fazerem a coisa certa.

Elas têm — ou deveriam ter — profissionais qualificados encarregados de fazer serviços com perfeição.

Os mais qualificados para falar sobre a moto.

Pelo menos, eles posam como profissionais qualificados na hora de "justificar" os preços de serviços acima da realidade do mercado.

Mas muitos não agem de maneira profissional séria na hora em que entregam e revisam as motos quanto a um detalhe fundamental:

Omitem a necessidade de ligar e desligar o motor antes da medição do nível de óleo.

Omitem a necessidade de verificar e completar periodicamente o nível de óleo nos intervalos entre as trocas.

Colocam tinta lacre na tampa de abastecimento / vareta medidora para desestimular o procedimento por parte dos proprietários.

E não cumprem sequer os procedimentos técnicos determinados pelas fabricantes.

Fabricantes que não estão interessadas em acabar com essa POUCA VERGONHA INDIGNA DE EMPRESAS HONESTAS denunciada aqui há anos.

Porque se estivessem, a gente não continuaria vendo vídeos de donos tirando a moto da revisão e constatando a falta de óleo

Exemplos não faltam, seguem links:

hondayamahasuzukikawasakibmwtriumphmvkdafra...

Tome consciência de uma coisa:

A manutenção correta da moto é vital não só para ela, mas principalmente para você e sua garupa.

Essa prática nefasta que só traz lucros para as montadoras e concessionárias coloca sua vida em perigo.

Não seja enganado.

Faça como os leitores daqui do blog — verifique o nível de óleo de sua moto do jeito correto, reponha com frequência nos intervalos entre trocas.

Nunca rode com o óleo perto do nível mínimo.

Seu motor agradecerá e isso poderá evitar que você morra horrivelmente no meio do trânsito.

A gente só tem acesso aos vídeos de quem sobreviveu para contar a história.

Um abraço,

Jeff

24 comentários:

  1. Posts sobre óleo são meus preferidos. Seguido dos posts sobre malandragens nos manuais. Infelizmente é cômico entrar nos comentários do vídeo e ver o pessoal tentando descobrir o motivo das cagadas...

    Jeff, estou com duas dúvidas.
    1 - Sabe se é possível "restaurar" a caixa de marcha de uma moto que está agarrando nas trocas de marcha sem abrir motor? É que a moto é velha mesmo, 83000 kms, e as regulagens estão em dia. Pensei em fazer um tratamento prolongado com aqueles militec ou alfa-x da vida.
    2 - Por quanto tempo posso manter guardado o óleo na embalagem após aberto?
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Daniel!
      Obrigado novamente por acompanhar o blog e gostar das postagens sobre óleo e malandragens, também são as minhas favoritas, acabei de programar mais uma para amanhã.
      Mas não é obre óleo nem manual...
      A gente costuma pensar no câmbio e lembrar apenas das engrenagens, mas tem um componente que pode ser substituído sem precisar abrir o motor inteiro: o seletor de marchas.
      A parte do seletor propriamente dita é acessível apenas abrindo a tampa direita do motor.
      Daí você troca a estrela e o abridor de garrafa que se desgastam com o uso.
      Mas se o problemas estiver nas ranhuras de guia do tambor interno, nos garfos seletores ou nos ressaltos de acoplamento ou dentes das engrenagens, aí não tem jeito.
      Este vídeo é feito por um mecânico, é mais detalhado e mostra o procedimento com o motor totalmente aberto, ajuda a entender o funcionamento:
      https://www.youtube.com/watch?v=F1nx3QGiL-g

      E este outro mostra como trocar as peças externas sem precisar abrir o motor.
      https://www.youtube.com/watch?v=7f7OqSarm_w

      Militec não repões o desgaste, apenas facilita o deslizamento das peças.
      Isso pode melhorar a troca de marchas dependendo do grau de desgaste dos componentes, mas há limites para o que ele pode fazer.
      Boa sorte!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Sobre a vida do óleo com embalagem aberta:
      Nunca encontrei um óleo tão velho que não pudesse ser usado... Em uma embalagem bem fechada, ele aguenta bem por muitos meses.
      A oxidação com o pouco ar dentro da embalagem é muito menor do que a que ocorre a quente dentro do motor, e aí vale aquela regra de trocar conforme a quilometragem ou em poucos meses, o que ocorrer primeiro.
      Na embalagem lacrada, o prazo é de 4 anos.
      Na embalagem depois de aberta, é questão de olhar para a cara do óleo e avaliar se ele mostra sinais de deterioração.
      Eu de novo,
      Eu

      Excluir
    3. Obrigado Jeff!
      Vamos ver quanto sai a troca desse seletor de marcha aqui em Curitiba. Talvez nem faça pq só uso essa moto quando a outra da problema, e vice versa hahaha.
      Abraços.

      Excluir
  2. Acho lamentável andar desse jeito nas rodovias. Estrada pública não é pista de corrida. São boçais brincando com a vida dos outros. Amanhã é dia de trocar o óleo da PCX. Vou pedir pra acompanhar, vamos ver no que vai dar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fabio!
      Acompanhe, mas não dê pistas que você conhece o macete. Deixe para falar somente depois que ele fechar o cárter, aí veja a desculpa que ele vaiddar.
      E aproveite para perguntar se ele fez o curso de treinamento da honda...
      Um abraço, e boasorte com a troca,
      Jeff

      Excluir
  3. Olá Jeff, vou gravar a terceira denúncia de falta de óleo na terceira revisão da minha z300. Isso se ninguém da concessionária assistir meu vídeo e ficar esperto com o "cliente mais chato que eles tem" heheheh.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Takashi!
      Espero que não tenham assistido mesmo...
      Vai que altuém tem a infeliz ideia de colocar óleo a mais. Ou a mais no óleo...
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Takashi,
      Sobre o seu vídeo, eu só queria entender o motivo de ele registrar muito menos visualizações no seu canal do que visitas às postagens no blog, isso contando somente a última específica sobre o seu vídeo.

      A diferença é muito grande. Acho difícil acreditar que alguém leia a postagem sem assistir ao vídeo, quanto mais uma quantidade tão discrepante como a registrada.

      Mais uma coisa a ser investigada.

      Um abraço,
      Eu de novo

      Excluir
  4. Brother Jeff! Olha o nick do cara do primeiro vídeo: "JC DEMOLIDOR DAS ESTRADAS RJ".

    é pra chorar de rir!! parece aqueles moleques de 12 anos que colocam "destruidor de bosetas". huahauahuahha

    mais um que se achava grande coisa e teve que arcar com o prejuizo.
    pior que esse tipo de cara nunca vai admitir que estava errado. é daqueles que dizem que "tem 20 anos de experiencia em motociclismo".
    abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rafael!
      Bom, não podemos dizer que ele não cumpriu o que prometeu.
      Afinal, tecnicamente, a moto estava na estrada no RJ e foi demolida em dolorosos 5 minutos.
      Se ele tivesse percebido que o som do motor era de agonia e tivesse parado e buscado óleo logo no início, estaria com o motor barulhento, talvez nem precisasse retífica imediata, mas não teria estourado a carcaça e perdido completamente o motor.
      Mas só posso agradecer ao autor do vídeo, o exemplo dele servirá para alertar muita gente sobre esse fato tão perigoso que todo mundo ignora.
      O desconhecimento de coisas básicas custa caro no bolso do macacão de pele de canguru.
      E eu sei.
      Macacão de pele de canguru não tem bolsos.
      Vai ver que é por isso que o pessoal não sente.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    2. Pele = couro.
      Ainda não acordei direito.
      Preciso de café.
      Mais.
      Até,
      Eu

      Excluir
  5. Saúde & Paz.
    Jeff.....um help por favor.
    Temos um humilde blog: http://lobosolitariopm.blogspot.com.br/
    Tem uma marca de motos...SUZUKI... enchendo (literalmente) nosso blog de propaganda nos comentários. Tem como bloquear os comentários deles???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lobo / Ninja /Pessoal do Lobo Solitário!

      Seu comentário chegou em ótima hora.

      Tenho uma dezena de prints dessas mensagens para fazer outra postagem escangalhando o anunciante.

      A primeira foi:

      http://minhaprimeiramoto.blogspot.com.br/2017/04/paciencia-tem-limite-dona-suzuki.html

      Se você puder, me faça um favor:

      Dê um print das postagens mais cínicas deles, aquelas disfarçadas de elogios e comentários inocentes.

      Será um ótimo adendo à postagem, quero só ver se depois do que eu escrever terão coragem de me processar.

      Já tomei a liberdade de pegar uns dois ou três, posso usar?

      Meu endereço é jefferson.tradutor@gmail.com ou então jefferson.tradutor@hotmail.com

      E respondendo à sua pergunta, a única maneira de bloquear esse pessoal que encontrei foi submetendo os comentários à moderação.

      Isso permite barrar essa sacanagem. Interessante também é ter provas contra eles, porque na página de moderação você não vê os links escondidos no comentário, mas no email enviado pelo blogspot eles estão claramente visíveis.

      A propósito, muito bacana a galera do Lobos! Só não me parecera Solitários... hehehe

      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  6. Sáude & Paz. Jeff..... Te enviei tambem, mas pode usar quantos precisar.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, está registrado!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  7. O cara do primeiro vídeo narra tudo bonitinho tenta mostrar que é entendido do assunto mas a impressão que eu tenho é que na hora ele passou longe de ser esse “entendido” que quis se passar, mas assim como o Rafael Machado citou la em cima o tal "demolidor fodão" não esqueceu de informar os km... Super legal...
    Sempre que vejo esses vídeos penso “oh cultura do 46 -.-”... por falar em 46 ainda precisa desses cordões segurando a chave da motoca? Pelo que eu me lembro isso começou pq a cg antiga cuspia as chaves pra fora kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca... O Felipe me esclareceu uma dúvida que eu tinha... Para o que serve a fita amarrando a chave da moto no retrovisor? Nunca usei isso e não pretendo usar. Valeu Felipe.

      Excluir
    2. Todo miolo de ignição se desgasta e deixa de segurar a chave, o cordão é sempre recomendável.
      Além do que, harleys, indians, algumas inglesas, japonesas e chinesas no estilo custom têm o interruptor de ignição na lateral do chassi. Até a Edith era assim, cordão era imprescindível.
      A maneira como ele descreveu o que aconteceu com a moto exemplifica claramente como o pessoal não imagina que exista esse problema do óleo baixo devido ao desconhecimento da pegadinha do manual do proprietário quanto à medição do nível de óleo.
      Aí quando alguém faz uso pesado, estoura o motor.
      Por duas vezes eu cheguei perto de estourar o motor sendo pressionado por caminhões, uma na Bandeirantes.
      e outra no Rodoanel.
      O motor só não estourou porque estava com o nível correto de óleo e consegui me livrar da situação de risco em tempo de deixar o motor esfriar.
      Se estivesse com a quantidade recomendada pela dafra, teria morrido junto com minha garupa logo na primeira vez.
      A manchete seria "Motociclista perde o controle e casal morre atropelado na Bandeirantes".
      Nunca canso de contar essa história.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    3. Olá, José Carlos!
      Eu havia respondido ao Felipe antes da chegada de seu comentário, e agora que vi o seu e liberei, ele entrou antes da minha resposta pelo critério de horário do blogspot, por isso que não existe menção ao seu comentário em uma resposta que aparentemente foi feita a você.
      Também não gosto de cordão no retrovisor, e na Kansas o espelho fica muito longe do miolo de chave. Sorte que ela permite passar o cordão por cima do velocímetro.
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
    4. tenso essa situação jeff
      Jose Carlos eu nunca gostei desse cordão(grosso e enfeitado), um conhecido tinha um titan que vira em meche na castelo ela cuspia a chave da motoca kkk continuava pegando e tudo rs o foda era o bonitão encostando a magrela pra procurar a chave em plena rodovia -.-'
      eu utilizo um modelo parecido com esse
      http://d10b75yp86lc36.cloudfront.net/Monotaro3/pi/full/mono60950276-130626-02.jpg
      Usava mais pra prender na cintura(modo tiuzão activated) mesmo tendo presenciado varias vezes o que citei, mas eu achava que era problema das antigas... agora que esta esclarecido já é uma razão pra eu prender em algum lugar rs

      Excluir
    5. Vivendo e aprendendo...
      Já diziam os antigos e caraca, aqui estou eu repetindo... que Mérida!
      Um abraço,
      Jeff

      Excluir
  8. Eu gosto muito de ler os comentarios dos colegas. E´ cada estoria boa!!!Sem falar na camaradagem! Muito bom mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedra!

      São comentários desse tipo que aparece nos vídeos que me inspiraram a intitular aquela postagem de "a esperteza dos fabricantes e a ingenuidade do povo".

      A moçada nem imagina que está sendo vítima de uma fanfarronice como essa das fabricantes de informar uma quantidade de óleo insuficiente e caem que nem patos.

      Um abraço,
      Jefff

      Excluir